Sexta-Feira, 18 de Junho de 2021 |

Esquina da Travessa São Luiz com a Rua Porto Rico gera acidentes e preocupação nos moradores

Segundo relatos, foram pelo menos quatro acidentes nas últimas duas semanas

Por Redação em 21 de Maio de 2021

"Os moradores reclamam dos acidentes e das más condições de trafegabilidade das vias" (Foto: Guilherme Wunder)


Há bastante tempo, os moradores da Rua Alberto Pasqualini não usam mais a via. A maioria opta por utilizar a Rua Porto Rico – via paralela – devido as condições de trafegabilidade. Uma das maneiras de fazer essa troca é através da Travessa São Luiz, no Bairro Sumaré. Contudo, o local vem gerando preocupação em muitos motoristas e moradores por causa dos acidentes.

O parecer da comunidade

Em visita ao local, foi possível conversar com alguns moradores da região. Para Eva da Silva, que mora há 16 anos na Travessa São Luiz, seria necessário investir na região. “Volta e meia tem acidente. Tivemos quatro acidentes nos últimos dez dias. Todo mês a gente vê acidente ali. Eu já vi gente muito mal ali e está muito perigoso. É preciso fazer algo. Não sei se placas ou sinaleiras, mas assim não tem como”, relata a aposentada.

Já Jamile Nascimento, que mora na Rua Alberto Pasqualini, afirma que muitos moradores usam a travessa para escapar das ruas ruins e sofrem com os acidentes. “Eu não uso mais aquela travessa. Só em raras ocasiões. Eu subo até a avenida porque está muito perigoso o cruzamento. Como a Rua Porto Rico é a melhor, muitos usam ela. Só que a visão, por causa da árvore, é muito ruim”, confessa a alvoradense.

Na esquina da travessa com a Rua Porto Rico está o bar de João Ganso. Ele relata que os acidentes estão frequentes. “Está muito mal sinalizado. A gente até está se organizando para conversar com o Appolo e, se ele não arrumar, tomar outras medidas. Ontem mesmo tivemos um acidente. Eu tenho medo que uma hora machuque os clientes aqui do bar. É necessário melhorar a sinalização”, finaliza o empreendedor.

Respostas do Executivo

O Jornal A Semana entrou em contato com a Coordenadoria de Comunicação Social (CCS) para saber se existe alguma previsão de recuperação da via. Em nota, foi informado que existe uma licitação em aberto para o recapeamento asfáltico de diversas ruas do município – entre elas a Rua Alberto Pasqualini –, mas que não existe uma previsão para conclusão do certame e início das obras.

Já sobre a sinalização, o secretário de Segurança e Mobilidade Urbana (SMSMU), Sergio Coutinho, informou que não existe nenhuma ocorrência registrada. “Existe uma precariedade na sinalização que a gente tem que colocar em dia, mas não existe nenhuma ocorrência de acidente naquele local. Inclusive vou mandar uma equipe do departamento de trânsito para fazer uma vistoria no local”, relata o titular da pasta.

Segundo o secretário, isso acontece devido a uma cultura errônea que existe. “Muitas pessoas não comunicam os órgãos competentes e optam por publicar nas redes sociais a sua reclamação. A gente não tem como atender baseado em redes sociais. A reivindicação tem que chegar aqui e nós vamos tentar fazer conforme as demandas chegam”, finaliza Coutinho.

COMENTÁRIOS ( )