Sexta-Feira, 21 de Janeiro de 2022 |

Schumacher projeta Câmara ainda mais atuante em 2022

Ampliação de serviços e de horário estão entre as novidades

Por Redação em 31 de Dezembro de 2021

"Entre as novidades anunciadas para 2022 está a mudança no expediente da Câmara" (Foto: Willian Schumacher)


Cristiano Schumacher (PTB) foi o primeiro presidente dessa nova legislatura – o parlamentar já foi reeleito e segue no cargo em 2022. Essa foi a segunda oportunidade como chefe do Legislativo, afinal ele já havia ocupado o posto em 2013. Em entrevista, o presidente faz a avaliação do trabalho realizado no decorrer de 2021 e as projeções para o próximo ano.

Um 2021 atípico

Schumacher ressaltou que este foi um ano atípico devido a pandemia do coronavírus – os meses de março e abril foram o pico da doença na cidade –, mas positivo quando se pensa no trabalho promovido pela Câmara de Vereadores. Segundo ele, foram aprovados cerca de 100 projetos do Legislativo e isso pode ser considerado um recorde de produção da Câmara.

A justificativa disso está na nova legislatura, que tem dez novos vereadores. “O meu papel como presidente é poder viabilizar o trabalho dos vereadores e criar condições estruturantes para que eles possam ter uma produção legislativa significativa. Nós temos uma equipe de três advogados que estão assessorando fortemente os vereadores para que eles possam qualificar os seus trabalhos”, salienta o petebista.

O presidente explica ainda que todas as comissões estão se reunindo semanalmente. Isso sem falar de novos serviços, como a Procuradoria da Mulher. Além disso, a Câmara vem sendo atuante junto a administração municipal. Segundo Schumacher, foram dezenas de pedidos de providências e houve a convocação de quatro secretários para prestar esclarecimentos à população.

Outro fato destacado é a redução de gastos feito pelo Legislativo no decorrer do ano. “Nós tínhamos o direito constitucional de gastar 6% da receita liquida e nós economizamos R$ 1.3 milhões dos recursos que poderíamos gastar. Foram cortados os gastos com postais, telefone e de diárias. Nós optamos por enxugar os gastos do Legislativo”, afirma Schumacher.

Contudo, por mais que tenha sido um ano atípico da pandemia, o presidente afirma que a missão de promover os grandes debates foi cumprida. “Tratamos do pedágio da ERS-118 e também da privatização do esgoto. Outra ação que foi desenvolvida trata da contratação uma assessoria especializada para apresentar um projeto que remodele o transporte coletivo, que deve deixar de existir nos próximos meses”, ressalta o vereador.

Projeções para 2022

Para Schumacher, o objetivo do próximo ano é manter o ritmo de diálogo e entendimento entre os poderes. Além disso, haverá uma ampliação dos serviços promovidos pela Câmara. Tanto o IPÊ quanto o INSS devem ocupar salas da Câmara de Vereadores para prestar serviços à população. Para isso, o expediente do Legislativo deve ser ampliado e funcionar nos dois turnos.

Outra novidade para o próximo ano está relacionada às terças-feiras. “Nós estamos lançando o espaço cultural em todas as sessões. Teremos apresentações de produções culturais antes das sessões. Temos mais de 200 artistas cadastrados e que não conseguem visibilidade. A partir de março, todas as sessões terão apresentações em sua abertura”, anuncia o presidente.

Contudo, o grande enfoque do ano será na solução dos problemas da cidade. “Queremos fazer uma série de audiências dessas empresas que foram privatizadas. Vamos monitorar sistematicamente esses serviços. Seguiremos fazendo os grandes debates. Um exemplo é a tarifa social e a política nos bairros irregulares. Queremos trabalhar em cima dessas situações que nos preocupam”, conclui Schumacher.

COMENTÁRIOS ( )