Quarta-Feira, 23 de Junho de 2021 |

AMUSA promove festival on-line com artistas da cidade através da Lei Aldir Blanc

Projeto foi contemplado com R$ 50 mil para produção de DVD, CD e ajuda de custo para os artistas

Por Redação em 28 de Maio de 2021

"Entre os artistas que participaram do festival está Maninho Melo" (Foto: Divulgação)


No dia 18 de maio foi ao ar o festival da Associação dos Músicos de Alvorada (AMUSA). O projeto ‘Trajetória do Compositor Alvoradense’ contou com a participação de vários artistas. São eles: Eduardo Alves, Nyko Hay Kay, Velho Milongueiro, Maninho Melo, Carlinhos Weiss, Taison Neves, Duo Menestrel Cláudia & Carlos, Anderson Oliveira, Eliandro Luz, Ildefonso Milcharek, Leandro Berlesi, Grupo Oh de Casa e Banda Hits.

Foram captados R$ 50 mil para realizar toda a produção audiovisual do DVD – transmitido em formato de live – e captação de áudio para distribuição nos serviços de streaming. Além disso, houve uma ajuda de custo para os artistas que se apresentaram durante o festival. Contudo, segundo o presidente em exercício da AMUSA, Roberto Camparra, a ideia era a profissionalização dos trabalhos.

Segundo ele, esse movimento foi de suma importância para o desenvolvimento da música produzida em Alvorada ao longo dos anos. “A preocupação principal do projeto da AMUSA era possibilitar aos músicos da cidade um produto de excelência. Isso porque, dos artistas que participara, poucos tinham produções nesse nível de qualidade”, enfatiza Camparra.

Tanto é que, para o presidente, esse movimento supre uma carência muito grande de produtos como esse na música da cidade. “Foi muito importante, pois á muito tempo a área cultural da cidade, principalmente no que tange a projetos de música inéditas não tem esse tipo de projeto. Além de valorizarmos os artistas, intérpretes e compositores, movimentamos toda a cadeia produtiva da cultura”, finaliza o alvoradense.

Curadoria e participações

A curadoria dos artistas foi feita por Carlinhos Weiss. Ele explica como funcionou esse processo. “O processo foi muito tranquilo, pois eu conheço todos os músicos que estão produzindo na cidade. A gente optou por alcançar o maior número de artistas e gêneros musicais. Todos os compositores têm um trabalho de relevância cultural e que levam o nome de Alvorada”, ressalta o alvoradense.

Entre as selecionadas esteve Claudia Dalpiaz, que é uma das fundadoras da AMUSA e homenageou o compositor Pedro Farias (in memorian). “Me sinto realizada por ter acreditado nessa causa de fundar uma associação que possa trabalhar para a cultura da cidade. Todo esse processo do foi e está sendo possível porque muitos fundadores também acreditaram e batalham por isso”, confessa cantora.

Quem também participou do festival foi Maninho Melo, com a composição ‘Respiros e Janelas’. “Sempre que há uma oportunidade aproveito para apresentar uma nova canção. Sempre tem canções novas prontas, quase prontas, ou na gaveta a trabalhar e finalizar. Espero que outros apreciem e que possa se desdobrar em bons momentos em outras vidas e reflexões”, conclui o compositor.

Quem quiser participar da AMUSA?

Atualmente a Associação dos Músicos de Alvorada (AMUSA) conta com mais de 50 músicos cadastrados e, devido a pandemia do coronavírus, a mensalidade foi suspensa. Segundo o presidente Roberto Camparra, quem quiser se filiar junto a instituição, basta enviar um e-mail para amusacontato@gmail.com que a diretoria da entidade enviará a ficha cadastral de forma on-line.

COMENTÁRIOS ( )