Segunda-Feira, 02 de Agosto de 2021 |

Coletânea de contos organizada pelo Clube dos Escritores de Alvorada contará com 51 autores

Contudo, devido a pandemia, não haverá evento de lançamento da obra

Por Redação em 11 de Junho de 2021

"O livro foi finalizado em junho e deve começar a ser distribuído nos próximos dias" (Foto: Divulgação)


Em fevereiro, o Jornal A Semana havia noticiado que o Clube dos Escritores de Alvorada (CEA), em parceria com a Serigrafia Porto Screen e a Editora Meia-noite, havia aberto o processo seletivo de contos para uma nova coletânea literária. A obra, batizada de Contos de Alvorada, contará com contos e crônicas escritas por 51 autores e que se passem no município.

Segundo Ricardo Porto, editor da obra, serão 180 páginas de textos escritos dos mais diversos cantos do país. “As expectativas eram de que os alvoradenses comparecessem em peso; mas muitos não puderam participar. Em contrapartida, conseguimos divulgar nosso edital em muitos sites importantes e nas redes sociais. Resultado: Até quem nunca pisou em Alvorada quis participar”, salienta o editor.

Para ele, a ideia é que esse livro seja um marco na nova fase literária da cidade e a ideia é que todos os alvoradenses tenham acesso a obra. “Infelizmente a situação pandêmica não nos permitirá um lançamento presencial. Com troca de autógrafos e degustação de um vinho. Mas estamos tratando de uma Live com os autores. Será uma forma de nos conhecermos mutuamente”, finaliza Porto.

Uma das autoras contempladas foi Tainã Rosa, que escreve poesia e prosa. “Eu escrevi um conto que trata de uma família que tem questões com o alcoolismo. Ele mostra a dificuldade de lidar com o alcoolismo e a conclusão do conto é trágica, mas a trama mostra as forças das mulheres da família e como essa união fortalece as mulheres”, relata a escritora.

Segundo ela, esse conto começou a ser escrito no ano passado, em meio ao processo criativo de um festival. Na época ela escreveu dois contos e um deles já havia sido publicado. “Eu realmente gostaria que fosse publicado em uma antologia da minha cidade. Estou com muito expectativa para mostrar para a minha cidade e para os meus alunos que nós podemos escrever para a nossa cidade”, finaliza Tainã.

COMENTÁRIOS ( )