Segunda-Feira, 02 de Agosto de 2021 |

Filmes d’A Semana

Crítica de Friends: The Reunion

Por Redação em 16 de Julho de 2021

"Filmes d’A Semana" (Foto: Divulgação)


Na última semana a gente falou sobre o especial de ‘Um Maluco no Pedaço’ e muitos esperaram que, dessa vez, viesse para cá ‘Friends: The Reunion’. Como gosto de atender os desejos das pessoas, trago a minha opinião sobre o reencontro de mais uma grande série estadunidense e que também faz parte do catálogo de lançamento da HBO Max – novo serviço de streaming – no Brasil.

Assim como no especial que trouxe na semana passada, aqui também temos a ideia de brincar com a nostalgia do público ao promover o encontro de um elenco muito carismático e que fez sucesso. Então é impossível dizer que esse produto daria errado ou que não teria a audiência esperada. Todos aguardavam por isso ao longo dos anos e pode-se dizer que as expectativas foram alcançadas e superadas.

Ao contrário do que foi feito com a série de Will Smith, nesse caso temos um apresentador, plateia e diversas participações especiais. Além disso, existem interações entre os participantes em jogos e brincadeiras. Pode-se dizer que esse encontro de Friends é mais emblemático e emocionante para os fãs, mas tenho algumas ressalvas em comparação ao especial da última semana.

De ponto positivo – quando se comparam as diferenças – temos a participação de outros personagens secundários. Isso é muito importante porque foge um pouco apenas do núcleo principal. Senti muita falta disso na reunião de ‘Um Maluco no Pedaço’, que focou apenas nos protagonistas. Nesse encontro de ‘Friends’ temos o ressurgimento de diversos personagens que tinham um carinho do público.

Contudo, algo me incomodou no reencontro de ‘Friends’. Em determinado momento, a direção resolve rodar pelo mundo e entrevistar anônimos e famosos sobre sua relação com ‘Friends’. Talvez isso tenha funcionado para quem é muito fã da série, mas no meu caso, eu queria ver mais cenas de bastidores e do sexteto. Como o especial é longo, essa parte me incomodou e a achei desnecessária – mesmo sabendo do proposito.

Entre prós e contras, a reunião de ‘Friends’ alcançou com êxito o seu objetivo: ser um dos diferenciais da HBO Max e fazer grande audiência com o público saudosista e nostálgico que sente falta da sitcom. Vale muito a pena para quem sente saudade da série que marcou uma geração e, provavelmente, será a última vez que veremos o sexteto reunido em algum programa.

Estreias da semana

Rua do Medo – 1994: Essa é a adaptação da série de livros de mesmo nome de R.L. Stine. Depois da colega Heather ser morta na saída do trabalho, um grupo de adolescentes passa a ser perseguido por um grupo de assassinos mascarados, na pequena cidade de Shadyside. Quando começam a investigar as mortes, eles descobrem que não são as primeiras vítimas e que a cidade tem uma longa história de assassinatos brutais que acontecem há anos.

Rua do Medo – 1978: Esse é o segundo filme adaptado da trilogia de R.L. Stine e acompanha um grupo de adolescentes que descobrem eventos aterrorizantes sobre sua cidade, onde há gerações acontecem assassinatos brutais. Todas essas mortes parecem estar conectadas e eles podem ser as próximas vítimas. O segundo longa se passa em um acampamento onde jovens das cidades de Shadyside e Sunnyvale se encontram e descobrem que as duas cidades estão unidas por esse mistério.

COMENTÁRIOS ( )