Sbado, 23 de Outubro de 2021 |

Na véspera do aniversário de Alvorada, Pablito Aguiar lança o mapa cultural do município

Projeto foi financiado pela Lei Aldir Blanc e visa apresentar a história do município para a população

Por Redação em 17 de Setembro de 2021

"1.500 exemplares do mapa foram distribuídos nesta edição do Jornal A Semana alusiva ao aniversário do município" (Foto: Divulgação)


O artista gráfico Pablito Aguiar lançou na quinta-feira, 16/09, através de uma live nas redes sociais o seu projeto Mapa Cultural de Alvorada, financiado através da Lei Aldir Blanc. A iniciativa foi aprovada no primeiro trimestre deste ano e estava em desenvolvimento do quadrinista, ao lado de Cláudia Dalpiás e Josué Aguiar, que auxiliaram o artista.

No total, são 21 pontos históricos de Alvorada destacados para que sejam preservados e valorizados pela população e por quem visitar a cidade. No verso do mapa terá uma breve história de Alvorada junto com a descrição de cada um dos lugares. Tudo escrito por Cláudia Dalpiás. Além do lançamento através de live, também foram desenvolvidas outras ações de divulgação.

Uma delas é a distribuição de 1.500 cópias do mapa na edição do Jornal A Semana alusiva ao aniversário de 56 anos do município. Essa parceria une novamente o veículo ao artista, tendo em vista que eles já trabalharam antes em uma série de reportagens que culminaram no livro Alvorada em Quadrinhos. Também será realizado o lançamento na terça-feira, 21/09, às 16h15, na sessão da Câmara de Vereadores.

Em entrevista, o artista falou sobre como foi desenvolver o projeto. “Sempre tive esse sonho. Sentia falta de um mapa acessível para a população que apresentasse a cidade, seu formato, a história, de uma forma simples e prática. Fico muito feliz por ter reunido pessoas com o mesmo sonho que eu no projeto (como a Cláudia Dalpiás e o Josué Aguiar) e ter conseguido concluir este trabalho”, conta Pablito.

Ao todo, foram impressos quatro mil mapas em A4 e 100 mapas em A3. Esses mapas ficarão disponíveis na Biblioteca Luís Fernando Veríssimo e serão entregues nas escolas públicas de Alvorada. A ideia é que ele seja utilizado como material pedagógico dentro das salas de aula. Isso sem contar dos 1.5 mil exemplares que serão distribuídos pelo Jornal A Semana.

Para Pablito, esse trabalho visa valorizar ainda mais a cidade. “O mapa será importante para que o alvoradense olhe e cuide do lugar onde vive. Precisamos deixar de ser uma cidade dormitório, ou seja: deixar de fechar os olhos enquanto estamos aqui. Temos muitos lugares na cidade que merecem ser valorizados. Muitos estão abandonados, outros em ruínas, outros nem inaugurados foram ainda”, conclui o artista.

COMENTÁRIOS ( )