Sbado, 25 de Setembro de 2021 |

Poetisa R. Julia Cardoso lança projeto de e-book a preço popular pelo Instagram

Alvoradense de 21 anos já conta com diversos poemas publicados em antologias

Por Redação em 02 de Julho de 2021

"A poetisa já tem textos publicados em diversos livros ao longo dos anos" (Foto: Divulgação)


Desenvolver projetos literários em Alvorada é uma prática que vem crescendo nos últimos anos. Existem projetos como os contos de Alvorada, lançado recentemente; e o projeto de jornalismo em quadrinhos de Pablito Aguiar. Contudo, esses não são os únicos cases que se aventuraram para a literatura. Isso porque R. Julia Cardoso tem 21 anos e já conta com diversos poemas publicados.

Desde que começou sua carreira já conta com poemas publicados em antologias. Entre os livros publicados com textos da autora desde o início de sua trajetória como poetisa estão: Além da Terra, Além do Céu (2017), pela Chiado Editora; Além da Terra, Além do Céu (2018), pela Chiado Editora; Liberdade (2019), pela Chiado Editora; e Singularidade das Palavras (2020), pela Scortecci Editora.

Em entrevista, a alvoradense conta de onde veio essa paixão pela literatura. “Desde a tenra infância eu contava histórias que aterrorizavam meus primos, e tudo o que eu brincava envolvia imaginação e criar personagens. Então logo que descobri o mundo de disseminar meus pensamentos o que chamo de efeito "dente de leão", eu escrevo compulsivamente, talvez por escapismo”, salienta Julia.

Agora a poetisa trabalha em seu projeto autoral, que é o ‘Instapoesia, um livro sem nome’, que está sendo vendido por R$ 3 em suas redes sociais. “Eu, pessoalmente, vejo o Instagram como uma ferramenta e não tão somente uma rede social. Diariamente mil pessoas leem MUITO, porém posts, talvez seja uma nova maneira de entrar em um mundinho como fazíamos com livros”, pondera a escritora.

Aos 21 anos, a alvoradense já projeta o futuro. “Eu realmente gostaria de ser uma poeta enquanto viver, ainda que seja apenas por leituras gratuitas de pessoas ao redor do mundo. Tenho um projeto muito insano que preciso admitir. Eu amaria futuramente ter uma página na Wikipédia sobre mim (risos). Eu sei que parece completamente fútil, mas amo ler sobre poetas na Wikipédia quase todos os dias”, finaliza Julia.

COMENTÁRIOS ( )