Sexta-Feira, 21 de Janeiro de 2022 |

Alvorada teve quase duas mil pessoas inscritas no ENEM, que ocorreu no último final de semana

Não houve inscritos para o formato digital, mas somente para o modelo impresso

Por Redação em 03 de Dezembro de 2021

"O Colégio Castro Alves foi o que mais recebeu alunos para fazer a prova do ENEM" (Foto: Arquivo A Semana)


De 21 a 28 de novembro aconteceram as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2021 tanto na versão impressa ou digital. Apesar de terem sido ofertadas as opções no formato digital, Alvorada contou apenas com inscrições para o formato presencial. Segundo dados do Governo Federal, foram 1.914 pessoas que fizeram a prova dentro do município.

A reportagem do Jornal A Semana contatou o Ministério da Educação para falar sobre os números de Alvorada, mas não obteve retorno até o fechamento desta edição. Contudo, em números gerais, cerca de 25% dos inscritos em todo o país não fizeram a prova no domingo, 21/11, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

Contudo, segundo dados de 2019, antes da pandemia de coronavírus, o índice de alvoradenses inscritos foi maior. Se este ano foram quase duas mil pessoas, em 2019 o número foi maior: 3.515. isso significa que, entre 2019 e 2021, houve uma queda de 46,6% no número de inscritos dentro de Alvorada – os índices de 2020 não foram disponibilizados.

Uma das escolas que mais recebeu alunos foi o Colégio Castro Alves, no centro do município. Lá foram 110 pessoas que fizeram a prova – não necessariamente estudantes da instituição. A reportagem conversou com o diretor e professor de educação física, André Lunkes, para compreender o que ele acha dos números do ENEM deste ano e qual o impacto disso.

Segundo ele, o motivo para a queda do número de inscritos tem relação com o ensino remoto adotado pela Covid-19. “Tem relação com a pandemia. A gente vê até pela Central de Matriculas que os números estão baixos. Houve um desanimo da comunidade escolar devido a pandemia do coronavírus e isso se refletiu no ENEM”, salienta Lunkes.

Questionado sobre sua expectativa para os alunos do Colégio, ele afirma que a tendencia é de que os mais de 200 alunos da instituição que se inscreveram tenham ido bem. Isso devido ao trabalho feito pelo corpo docente desde agosto, quando as aulas presenciais foram retomadas. Nos anos anteriores, a prática de preparar os alunos para o ENEM também eram adotados.

Para o diretor, a ideia é preparar os alunos para os temas de redação da prova e para as demais disciplinas. A ideia é que assim seja possível auxiliar no ingresso a universidade. “Eu espero que o retorno da normalidade em 2022 faça com que as coisas melhorem. Nós vamos fazer a nossa parte para motivar os alunos a irem para o ensino superior preparados”, conclui Lunkes.

COMENTÁRIOS ( )