Sexta-Feira, 01 de Julho de 2022 |

Boca Cheia vence nos pênaltis e conquista a 1ª edição da Copa Verão Máster de Futsal

Após empate de três a três, a equipe alvoradense sagrou-se campeã em cima do Vitória

Por Redação em 20 de Maio de 2022

"O Boca Cheia conquistou o título inédito na primeira edição do torneio" (Foto: Guilherme Wunder)


Mais de 500 pessoas estiveram no Ginásio Tancredo Neves na noite de sexta-feira, 13/05, para prestigiar a decisão da 1º Copa Verão Máster de Futsal. Na final, as equipes Boca Cheia e Vitória, que já haviam se enfrentado na fase de grupos da competição – na ocasião, o Vitória tinha vencido. Contudo, desta vez, o resultado do confronto foi diferente e quem ganhou com isso foi o Boca Cheia.

Balanço do jogo

O Boca Cheia saiu perdendo pelo placar de dois a zero, mas conseguiu a virada. Foi nos minutos finais que o Vitória conseguiu fazer o terceiro gol e levar as decisões para os pênaltis. Na oportunidade, o Vitória perdeu duas penalidades e o Boca Cheia acabou conquistando o título para a sua torcida, que estava em maioria dentro do Ginásio Tancredo Neves.

Um dos destaques foi o goleiro Luís Fernando, que pegou uma das penalidades e falou do sentimento em conquistar o título. “É muito emocionante. A gente estava trabalhando há um bom tempo para isso. Nós nos reunimos e viemos treinando. Agora é só agradecer e ser feliz. É muito gratificante jogar no lado da nossa torcida e precisamos dizer que eles são uma família”, confessa o atleta.

O Boca Cheia também teve o melhor jogador do campeonato, que foi o ala Mauro Salazar, que agradeceu o apoio de todos. “É muito bom poder seguir jogando mesmo com 48 anos. Isso é o futebol. Eram duas equipes qualificadas e nós confiávamos que era possível. Isso era o mais importante. Estou muito feliz e vamos comemorar”, desabafa o campeão.

A maioria da torcida não acreditava que o clube poderia ser campeão e isso serviu de incentivo segundo os jogadores. “Nós fomos tachados como o segundo colocado e viemos jogar de igual para igual e isso deu resultado. Valeu o esforço de todo mundo e esse ginásio lotado. O sentimento é muito bom, pois saímos de casa para nos divertir e vamos voltar campeões”, encerra o pivô Marquinhos.

Avaliação da SMCEJ

Para o secretário de Cultura, Esporte e Juventude (SMCEJ), Jefferson Teixeira, ver o Ginásio lotado é sinal de dever cumprido. “A gente tem feito um trabalho com os pés no chão e dialogando com a comunidade. É o futsal desde a base sendo feita. Hoje tivemos mais de 500 pessoas prestigiando uma final da velha guarda do futsal. Um jogo pegado e a gente sabia que seria definido no detalhe”, afirma o titular da pasta.

COMENTÁRIOS ( )