Quinta-Feira, 26 de Maio de 2022 |

Bruno Fernandes se prepara para próxima etapa da Turismo 1.4/RS de automobilismo

O morador do Jardim Algarve faz parte da equipe Bastos Motorsports

Por Redação em 13 de Maio de 2022

"O piloto se prepara para a próxima etapa, marcada para 05 de junho" (Foto: Divulgação)


O sonho de viver do esporte sempre permeia os jovens. Infelizmente nem todos conseguem alcançar esse objetivo e, quem consegue, muitas vezes depende de outros fatores para seguir competindo. Esse é o caso do alvoradense Bruno Fernandes, 21 anos, morador do Jardim Algarve. O jovem é piloto da equipe Bastos Motorsports e disputa a temporada da Turismo 1.4/RS.

Ele conta que sempre sonhou em ser piloto e que tudo isso começou quando assistia corridas no autódromo do Tarumã. “Conheci diversas pessoas maravilhosas, que estão comigo até hoje, e torcem por mim. E a vontade de pilotar só aumenta, ainda mais quando vi meus amigos começarem a correr, e eu sempre pensava: eu quero estar lá com eles”, conta Fernandes.

Contudo, devido a condições financeiras, o jovem não pode começar a correr quando queria. Por causa disso, em 2013, ele deu início no automobilismo virtual. Pela modalidade, Fernandes foi campeão do primeiro evento virtual da Stock Car, campeão da categoria SUPER no campeonato da Turismo Nacional e campeão da Formula Vee – além de participar da Porsche Cup, BMW e Mundial de WTCR.

Nesse meio tempo houve oportunidades onde pode correr em um carro de corrida e no kart. Entretanto, foi em outubro do ano passado que surgiu o convite da Bastos Motorsports para poder disputar o campeonato brasileiro e gaúcho de Turismo 1.4 em Tarumã. Desde então, o piloto faz parte da equipe que disputa as competições na categoria Citroen C3.

A próxima etapa está marcada para 05 de junho e ele afirma ter expectativas muito boas para conquistar o título na categoria dos novatos. Para o futuro, ele projeta viver do esporte e poder ser instrutor de pilotagem. Além disso, Fernandes ainda disputa competições virtuais. Ele está no campeonato oficial da BMW.

Contudo, para tudo isso dar certo, ele está atrás de apoios. “Praticamente não existe corrida sem patrocinadores, pilotos como eu que não tem condições financeiras, dependem totalmente de patrocinadores para correr, onde nós fazemos vários tipos de contratos ou acordos em prol da parceria entre a empresa e piloto”, encerra Fernandes.

COMENTÁRIOS ( )