Sbado, 23 de Outubro de 2021 |

Enxadrista Allan Toretti se prepara para competição nacional de xadrez

Atleta alvoradense está arrecadando recursos para poder custear despesas

Por Redação em 24 de Setembro de 2021

"O enxadrista está atrás de patrocinadores para auxiliar na participação do atleta nos torneios" (Foto: Divulgação)


O Centro de Apoio ao Deficiente Visual (CADEVI) está promovendo o seu primeiro torneio de xadrez para cegos do Brasil. A competição, que teve início em oito de setembro, segue até 2022. Será somente no início do ano que vem que ocorrerá a etapa presencial da competição, em São Paulo. Para este campeonato, Alvorada estará representada por Allan Toretti.

Ele é o único convidado do Rio Grande do Sul para participar da competição. No início são seis rodadas on-line, que devem reunir 40 enxadristas do CADEVI, que é considerado um dos melhores clubes de xadrez para cegos do país. Essa etapa remota teve início em oito de setembro e segue até 23 de outubro. Já a sétima rodada será presencial, na sede do Centro, em São Paulo.

O enxadrista faz parte do time da ONG Embrião e falou sobre o sentimento de ser convidado para a competição. “Eles me convidaram para participar deste torneio, que é muito forte. Eu acredito que seja o mais forte para deficientes visuais no Brasil. Está sendo muito bom e estou aprendendo muito com eles. Tenho certeza que isso vai me ajudar muito como pessoa e como enxadrista”, salienta o alvoradense.

Além disso, o fato de ser o único representante do Rio Grande do Sul no torneio é algo que marca a carreira do alvoradense. Segundo ele, esse momento pode colocar o enxadrista em outro patamar de sua carreira. “Eu sou um dos poucos convidados de fora da entidade. Isso está sendo muito marcante para mim, porque eu nunca achei que conseguiria”, ressalta Toretti.

Busca por financiamento

Para participar, Toretti está atrás de patrocinadores e apoios. Esse recurso seria necessário para garantir a inscrição, viagem, alimentação e estadia. Quem tiver interesse de apoiar ou fazer doações podem entrar em contato com o enxadrista pelo telefone (051) 98540.7035 ou fazer uma transferência financeira via chave de PIX para 51985407035.

Esse apoio seria importante para que o enxadrista possa participar da etapa presencial deste torneio e de outras competições que devem ocorrer em 2022. “Os torneios presenciais voltam no ano que vem e a gente abriu essa campanha para ver se eu consigo recursos para jogar esse torneio. Eu sou de Alvorada, tenho 29 anos e não enxergo. Eu tenho muito orgulho de Alvorada, aqui é meu chão”, finaliza Toretti.

COMENTÁRIOS ( )