Quarta-Feira, 23 de Junho de 2021 |

Mulheres gremistas se unem para formar o Consulado Feminino do Grêmio

Projeto liderado pela consulesa Fabiane Serra já realizou sua primeira ação social

Por Redação em 21 de Maio de 2021

"A ideia é montar cestas básicas e distribuir para mães solteiras que ficaram sem renda durante a pandemia" (Foto: Divulgação)


No dia 12 de abril – há pouco mais de um mês – foi instituído o Consulado Feminino do Grêmio em Alvorada. O projeto, liderado pela moradora do Bairro Americana Fabiane Serra, 27 anos, já conta com 33 mulheres participantes. Desde então, a organização já conta com perfil nas redes sociais e se planeja para desenvolver ações sociais dentro do município – assim como já foi feito no Dia das Mães.

Em entrevista, Fabiane conta que já se vinha conversando sobre a vinda do Consulado desde o ano passado e, há alguns meses, chegou o convite, algo que ela aceitou sem pestanejar. “Alvorada era uma das cidades que não tinha consulado feminino, e era algo que não podia acontecer, sendo que aqui tem um público de torcedoras gremistas enorme”, relata a gremista.

Com o Consultado estruturado, agora a ideia é fortalecer a imagem do Grêmio e da torcida feminina que existe em Alvorada – além do sonho com a sede própria. “Trabalhar com ações sociais social também vai ser algo que pretendemos trabalhar muito. E após tudo voltar ao normal, vamos querer trazer eventos relacionado ao Grêmio para cidade, fazer pré-jogos com as gurias”, explica Fabiane.

Além disso, as gremistas também trabalham o lado social do clube. No momento, existe uma campanha em vigor: Dia das Mães. As mulheres estão arrecadando alimentos para entregar nesse sábado. A ideia é montar cestas básicas e distribuir para mães solteiras que ficaram sem renda durante a pandemia. Depois disso, o Consulado pretende desenvolver algo voltado as roupas de inverno.

No momento está sendo montado uma equipe para fortalecer o futebol feminino e a expectativa é que o movimento cresça cada vez mais. “Divulgamos os jogos femininos também, é algo que queremos apoiar muito. Temos ideia sim de montar times de futebol aqui para as gurias do grupo, mas agora é difícil de pensar sobre isso com a nossa situação”, finaliza Fabiane.

COMENTÁRIOS ( )