Domingo, 26 de Setembro de 2021 |

Rabelo recebe a UFSM pela sétima rodada da Série Ouro em busca da classificação antecipada

Para o treinador, por mais que se classifiquem os oito primeiros, ele quer a equipe no G-4

Por Redação em 27 de Agosto de 2021


A Rabelo teve duas semanas de treinos para se preparar para a sétima rodada da Série Ouro. A equipe alvoradense recebe neste sábado, 28/08, a UFSM/Urbanes Empreendimentos. A partida, válida pela antepenúltima rodada, acontece às 20h, no Ginásio Tancredo Neves. Enquanto a Rabelo vem de uma derrota fora de casa, o time de Santa Maria busca a terceira vitória consecutiva no torneio.

Em entrevista, o treinador Kelvin Lopes avaliou o período maior de treinamentos para acertar o time e recuperar atletas. “Foi bom. quanto mais tempo temos para treinar é melhor. Isso foi algo que vai nos ajudar muito no final dessa primeira fase. Temos retornos importantes o Pulga e o Xandy, que são jogadores que já conhecem a aldeia”, salienta o chefe da casamata.

Atualmente o time de Santa Maria é o quarto colocado da competição, com sete pontos. São dois a mais que a Rabelo, que está em sétimo lugar – os oito primeiros passam para a próxima fase. Com isso, o técnico da equipe alvoradense acredita que a vitória pode colocar a equipe no G-4, algo que vem sendo almejado desde o início da temporada como o objetivo para a primeira fase.

Além disso, em caso de vitória, o clube pode abrir cinco pontos de vantagem do time que será desclassificado e praticamente garante a classificação. “Uma vitória nos coloca em quarto lugar e, dependendo dos resultados paralelos, até em terceiro. O nosso objetivo é o G-4 e essa é a nossa Copa do Mundo, assim como vem sendo todos os jogos. Vamos indo degrau a degrau”, explica o técnico.

Contudo, para isso, é necessário vencer a UFSM. Segundo o treinador, o adversário foi estudado durante a semana, mas a Rabelo tentará impor o seu estilo de jogo. “É uma equipe muito técnica e jovem, com bastante qualidade. Eles têm um elemento surpresa que é usar o goleiro linha desde o início do jogo. É uma coisa que precisamos estar preparados – tanto taticamente quanto psicologicamente”, finaliza Lopes.

COMENTÁRIOS ( )