Sbado, 23 de Outubro de 2021 |

Consulta Popular 2021 tem lançamento oficial, mas Prefeitura não confirma participação no programa

Segundo o secretário José Luís Correa, município vai fazer a avaliação sobre sua presença nesta edição

Por Redação em 03 de Setembro de 2021

"Uma das obras feitas com recursos da Consulta Popular no município foi a pavimentação da Rua dos Umbandistas" (Foto: Arquivo A Semana)


O Governo do Estado lançou na segunda-feira, 30/08, a Consulta Popular. Neste ano, serão destinados R$ 30 milhões para investimento em projetos de desenvolvimento regional. Na edição deste ano, a Consulta Popular contará com uma novidade: por meio do aplicativo Colab, de forma 100% digital a população poderá enviar ideias e propostas para o desenvolvimento da sua região. Essa etapa será anterior à votação.

Segundo o governador Eduardo Leite (PSDB), este novo formato auxilia no aprimoramento da democracia e na participação da sociedade nas decisões do governo. “A Consulta Popular passa a dizer para que participem, usem suas ideias e propostas sobre o que deve ser feito nas comunidades, e nos ajudem a decidir”, destaca o chefe do Executivo estadual.

Em nota, o Estado afirma que foi a partir da recuperação financeira que foi possível ampliar o valor da Consulta Popular deste ano – comparado ao ano anterior. Os Conselhos Regionais de Desenvolvimento (COREDES), além de parceiros na Consulta Popular, são ponto de apoio nesse processo, na medida em que conhecem as características e a dinâmica de cada localidade.

Participação de Alvorada ainda é incerta

A reportagem do Jornal A Semana conversou com o secretário de Serviços Urbanos (SEMSU), José Luís Correa. Ele é o responsável dentro da administração municipal pelos projetos apresentados para a Consulta Popular. Em entrevista, ele afirmou que o município ainda não decidiu se vai participar da edição deste ano do projeto anunciado pelo Governo do Estado.

Cabe ressaltar que o município não participa da Consulta Popular desde 2017, quando foi contemplado com duas ambulâncias – ambas entregues em 2019. Antes disso, a administração do prefeito José Arno Appolo do Amaral (MDB) herdou obras que não estavam concluídas de 19 ruas conquistadas nas administrações dos ex-prefeitos Carlos Brum (PTB) e Sergio Bertoldi (PT) e que foram finalizadas no último mandato.

Contudo, segundo Correa, não existem mais pendências entre o município e a Consulta Popular. “Todas as obras foram concluídas. A Consulta Popular que participamos não teve obras, mas sim a ambulância. Depois disso nós não participamos porque não era interessante para a cidade. Existem anos que não valem a pena, mas todas as obras passadas foram feitas”, salienta o titular da pasta.

Além disso, para o secretário, a definição sobre a participação do município deve ocorrer nos próximos dias. “Nós ainda não recebemos nada. Sou o presidente do Conselho e ainda não fui informado. Como ainda não fui comunicado, não sei se Alvorada vai participar. Se for interessante para o município, certamente a gente vai optar por estar presente”, finaliza Correa.

Aplicativo Colab

Para participar, o cidadão precisará baixar o aplicativo do Colab no Play Store ou na Apple Store e preencher o cadastro. O segundo passo será a escolha de onde o cidadão deseja implementar a sua proposta, podendo digitar o endereço ou indicar por meio da localização. As propostas serão encaminhadas em formato de postagem, com descrição da ideia de forma direta, com justificativa da importância para a região.

Consulta Popular

Anualmente, o governo do Estado fixa o valor submetido à deliberação da população. A verba é distribuída entre as 28 regiões do Estado, de acordo com critérios, como a população de cada região e o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico. Definido o valor para cada região, o governo e os COREDES organizam o processo de discussão em assembleias públicas regionais, públicas municipais e regionais ampliadas.

COMENTÁRIOS ( )