Segunda-Feira, 02 de Agosto de 2021 |

Governo do Estado vai ampliar o programa PopRua e Alvorada está entre os municípios contemplados

O projeto, que é desenvolvido em Caxias do Sul, é voltado para pessoas em situação de rua

Por Redação em 16 de Julho de 2021

"Governador estava em Caxias do Sul quando anunciou a vinda do programa para Alvorada" (Foto: Divulgação)


No final do mês de junho, o governador Eduardo Leite (PSDB) foi até Caxias do Sul para conhecer o trabalho desenvolvido no Residencial Santa Dulce. Além de conhecer o trabalho realizado pela Associação Mão Amiga em parceria com o Estado por meio do PopRua, Leite anunciou a ampliação do programa. Com isso, Alvorada Gravataí, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Santa Maria e Viamão receberão o programa.

Desde o lançamento, em dezembro, o projeto – que oferece alimentação, pernoite, espaço de higiene e cuidados com a saúde para pessoas em situação de rua e também informações sobre trabalho, renda e direitos humanos – já ocorre, além de Caxias do Sul, em Porto Alegre, Rio Grande, Pelotas e Santa Cruz do Sul. Agora, será realizado em Alvorada, Gravataí, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Santa Maria e Viamão.

Através do PopRua é ofertado o local para pernoite, alimentação, testes de Covid-19, encaminhamento para atendimento de saúde. “Ampliaremos o programa para mais seis cidades, usando as próprias iniciativas locais e entregando recursos para dar fôlego e capacidade a fim de atender mais e mais pessoas, para que possam ir se emancipando com ajuda a conseguir emprego e ter condições de se sustentar”, afirma Leite.

O Jornal A Semana conversou com a secretária de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH) do Estado, Regina Becker, que falou sobre as estratégias do programa, que possibilitam o atendimento às demandas mais básicas a todas as diversidades LGBTQI+ e população de jovens, adultos, idosos e famílias em situação de rua. A ideia é seguir promovendo ações como essa em mais regiões.

Regina explicou como Alvorada foi escolhida, mas não apresentou prazos para o início do projeto. “A base de dados do cadastro único identifica municípios com o maior contingente populacional em situação de rua. Alvorada figura entre os municípios gaúchos com o elevado número em população em situação de rua. Por isso entendemos que era importante ampliar esse programa”, salienta a titular da pasta.

Apesar de não ter sido divulgado quando o projeto entrará em vigor, a secretária já explicou como será o modelo adotado. “Nós iremos repassar um valor para a Prefeitura de Alvorada. Isso para serem aplicados esses valores no atendimento para a população em situação de rua. Essas pessoas que estão muitas vezes invisíveis para a maior parte da sociedade merecem a nossa atenção e respeito”, finaliza Regina.

COMENTÁRIOS ( )