Sbado, 23 de Outubro de 2021 |

Na CEASA, instituições assistenciais recebem doações de anchovas, pescada e camarões

Ação é resultado de parceria com o programa Mesa Brasil, que recebeu alimentos de apreensões do IBAMA

Por Redação em 24 de Setembro de 2021

"Associações comunitárias, creches e asilos da capital e região metropolitana receberam 1.980 kg de peixes" (Foto: Divulgação)


Pela primeira vez desde que foi criado, em 2003, o programa social da CEASA distribuiu peixes e frutos do mar para cerca de 70 instituições assistenciais cadastradas no Prato Para Todos. No final de agosto, associações comunitárias, creches e asilos receberam 1.980 kg de anchovas e pescada e 1.350 kg de camarão. Entre as entidades contempladas havia quatro alvoradenses.

A doação é resultado de parceria da CEASA com o programa Mesa Brasil do Sesc/RS em ações de combate à fome que beneficiam milhares de pessoas. O Mesa Brasil recebe pescados apreendidos pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e repassa parte da carga para o Banco de Alimentos da Ceasa. O órgão de fiscalização atua em regiões onde a pesca é proibida.

Entidades contempladas

Quatro instituições do município foram contempladas. Mariel Teixeira, da Semeando Esperança, instituição que distribui alimentos e roupas para famílias carentes, viu a caixa térmica com gelo ser preenchida em poucos segundos. "Vamos dar um pouco para cada um", afirmou, enquanto observava a cota ser retirada da caminhonete refrigerada do programa Mesa Brasil.

Já Marcos Antônio Teixeira, que é o presidente da instituição, explica que essa doação foi de suma importância para a comunidade em geral. Além de Alvorada, a entidade também atende as vilas do Humaitá e Farrapos. Outra entidade presente no ato foi a Sociedade Espírita Simão Pedro. Segundo Laudio Alberto Borba, que é o presidente, essa doação será muito benéfica para a comunidade.

Ele explica que a instituição realiza palestras, estudos e evangelização de crianças, jovens e adultos. Além disso, conta com uma casa asilar para até 50 moradores e oferta vagas para a educação infantil. Isso sem contar das 400 famílias que são atendidas pelo Departamento de Assistência Social. Esses alvoradenses recebem cestos básicos e roupas para crianças.

Por isso, para o presidente, essa doação foi de suma importância para a entidade e as famílias atendidas. “A CEASA e o SESC são muito importante para o desenvolvimento do trabalho social nesta casa. A doação do SESC com peixes ajudou na alimentação dos Idosos. Com a supervisão de nossa nutricionista, os internos têm uma alimentação saudável e isso alivia as nossas despesas”, enfatiza Borba.

Outra entidade contemplada pelo projeto foi a Associação Assistencial Nossa Senhora Aparecida (AATINSA). A entidade é presidida por Ângela Maria Pacheco, que explicou a importância deste investimento. “São 14 idosos serviços de nutricionista enfermagem são 14 idosos alguns carentes e de grande importância para nós está doação. Então e muito importante está doação para nós”, enfatiza a alvoradense.

O parecer dos organizadores

Além dos pescados, representantes das instituições levaram couve, couve-flor, maçã, mostarda e tempero verde doados por produtores e atacadistas do maior entreposto de hortigranjeiros do Estado. Para o presidente da Ceasa, Ailton dos Santos Machado, a inclusão de pescados no kit de alimentos é um acréscimo significativo para a saúde dos beneficiados.

De acordo com o gerente do SESC/Comunidade, Eduardo Danilo Schmitz, a destinação de pescados para a CEASA, através do programa Mesa Brasil, ocorrerá sempre que houver apreensão de peixes e de camarões pelo IBAMA, que é o órgão competente. A CEASA é uma sociedade de economia mista vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR).

COMENTÁRIOS ( )