Quinta-Feira, 19 de Maio de 2022 |

Postos de combustível de todo o país retiram terceira casa decimal devido a norma da ANP

Mudança visa deixar o preço mais preciso e claro para o consumidor

Por Redação em 13 de Maio de 2022

"Segundo o gerente do posto Santana, a mudança não terá impacto no bolso do consumidor, mas sim dos estabelecimentos" (Foto: Guilherme Wunder)


Desde o dia 07 de maio, os revendedores de combustíveis do país devem exibir os preços com duas casas decimais, não mais com três. A norma está disposta na Resolução ANP nº 858/2021, que deu prazo até essa data para se adequarem. O objetivo da mudança é deixar o preço do combustível mais preciso e claro para o consumidor, além de estar alinhado com a expressão numérica da moeda brasileira.

Os preços devem ser exibidos com duas casas decimais tanto no painel de preços quanto nos visores das bombas abastecedoras. Contudo, nas bombas, a ANP irá consentir que o terceiro dígito seja mantido, desde que seja “zero” e fique travado no momento do abastecimento. Dessa forma, os postos não precisarão trocar os módulos das bombas, o que poderia acarretar custos aos agentes econômicos.

Como a terceira casa decimal estará zerada e travada, a ANP entende que não gerará dúvidas e o objetivo da regra, que é dar clareza aos consumidores, ficará mantido. Não há impactos previstos no valor final dos preços dos combustíveis devido a essa mudança, pois ela não trará custos relevantes aos revendedores e nem restrições aos preços praticados.

Mudança já é vista em Alvorada

Ao percorrer pela Presidente Getúlio Vargas é possível averiguar que os postos estão adotando o novo modelo. Foi possível notar isso nos dois estabelecimentos da Rua Oscar Schick e na Avenida Maringá. Com isso, a terceira casa decimal deixou de existir e agora o preço está com apenas as duas casas decimais.

Segundo o gerente do posto Santana, Milton José Porto, essa mudança não deve impactar no bolso do cliente, mas sim no posto. “A única coisa que impacta para o cliente é que agora são somente duas casas depois do zero. É só isso que vai impactar, mas é uma diferença mínima. Já para o dono de posto terá uma diferença no montante. Não sei te dizer quanto será, mas vai ter uma diferença no mês”, pondera o alvoradense.

Média do preço do combustível

Semanalmente, a ANP promove um levantamento nos municípios para saber a média do preço do combustível. Segundo os dados divulgados na última semana (04/05), a média encontrada em Alvorada é de R$ 6,991 na gasolina comum e R$ 7,091 na gasolina aditivada. A ANP foi em cinco estabelecimentos da cidade: Posto 50, Marques/Santana, Símbolo, Metrópole e Santana.

Contudo, para o consumidor, essa mudança deve ter um impacto mínimo. Isso porque, para encher um tanque de 45 litros, utilizando como base o preço de R$ 6,999 da gasolina comum – valor encontrado em quatro dos cinco postos pela ANP – e R$ 7, a diferença será de R$ 0,05 com a exclusão da terceira casa decimal (de R$ 314,955 para R$ 315) pelos postos de combustível.

COMENTÁRIOS ( )