Segunda-Feira, 02 de Agosto de 2021 |

Cinturão do Jardim Algarve segue com obras paralisadas devido a falta de materiais para a finalização

Expectativa da SMAM é de se reunir com a comunidade e retomar a obra no próximo mês

Por Redação em 11 de Junho de 2021

"Até o momento, apenas o trecho que compete a Escola Salvador Jesus Cristo foi concluído" (Foto: Divulgação)


Em setembro de 2019, o Jornal A Semana noticiou que o Cinturão do Jardim Algarve – próximo à cascata do Xangô – estava sendo adotado pela Escola Salvador Jesus Cristo, o Max Center e um grupo de empresários. A ideia era revitalizar o espaço para torna-lo mais bonito e contemplar a trafegabilidade dos pedestres que saem daquela região em sentido ao centro do município.

Cerca de seis meses depois, o trecho adotado pela Escola Salvador Jesus Cristo foi concluído e inaugurado. “Adotar uma parte do Cinturão Verde foi um exercício de cidadania, cuidado com o meio ambiente e amor por nossa cidade. Foi um imenso prazer entregar este espaço para a comunidade alvoradense”, salienta a equipe diretiva da instituição de ensino.

Contudo, a obra não foi concluída. Falta ainda o trecho que foi adotado pelo Max Center. “A adoção do cinturão foi feita pelo Max e outras instituições para ser executado em conjunto com a Prefeitura. Todos ficaram responsáveis pelo planejamento, desenvolvimento e execução. Contudo, alguns imprevistos e ausência de materiais ocorreram no decorrer do tempo”, conta a gestora administrativa, Magali Dall Accua.

Segundo ela, a falta desse material é o que impede a finalização do projeto. A expectativa do Max Center é de que os insumos voltem a ficar disponíveis para que seja possível concluir a obra. No passado, a parte dos blocos de PAVS eram de responsabilidade da Prefeitura. Não foi confirmado pela Secretaria de Meio Ambiente (SMAM) se, na nova gestão, o procedimento será mantido.

O vereador Rodrigo Schim (PL) era o secretário da SMAM quando o projeto foi desenvolvido e explica a importância que viu nessa revitalização. “A importância deste projeto é de primeiro garantir a trafegabilidade de pedestre que liga Jardim Algarve com Jardim Porto Alegre e melhorar a aparência das entradas destes bairros, além de inibir o descarte de lixo nestes locais”, enfatiza o parlamentar.

A opinião de Schim é a mesma que o pessoal do Max Center. “Para nós é muito mais que um investimento. É acreditar que a nossa cidade merece o melhor, que o meio ambiente deve ser respeitado e preservado. Fazer as melhorias que o espaço necessita ajuda a desenvolver nosso bairro, contribui para que o espaço fique mais seguro e viabiliza maior circulação de pessoas”, finaliza Magali.

Posicionamento da SMAM

O Jornal A Semana conversou com a diretora do Gabinete da SMAM, Renata Passos, que explicou qual a situação do projeto. “Essa é uma obra que ficou da gestão passada. No próximo mês nós vamos chamar a comunidade para retomar essa obra. A Salvador Jesus Cristo já finalizou sua parte e nós estamos trabalhando nos estudos para concluir o cinturão”, enfatiza a servidora pública.

COMENTÁRIOS ( )