Sexta-Feira, 18 de Junho de 2021 |

METROSUL realizará obras para a conexão de imóveis à rede de esgoto

Nos próximos meses, Alvorada deve ter 330 ligações executadas

Por Redação em 14 de Maio de 2021

"A METROSUL venceu a PPP da CORSAN e vai trabalhar em Alvorada pelos próximos anos" (Foto: Divulgação)


A Ambiental METROSUL deu início na segunda-feira, 10/05, a conexão de imóveis à rede de esgoto em Cachoeirinha e Gravataí, onde serão executadas mais de 1,6 mil conexões, com conclusão estimada em 40 e 20 dias, respectivamente. Pelos próximos meses, as intervenções também acontecerão em Alvorada, com 330 ligações; Canoas, com 2,4 mil e 470 em Esteio, sendo aproximadamente cinco mil novas conexões.

A ação integra o plano de universalização do tratamento de esgoto e tem o objetivo de agilizar as ligações à rede pública nos locais onde a mesma já está disponível. Cerca de 27 mil pessoas serão atendidas nesta primeira fase, e até dezembro deste ano a Ambiental METROSUL promoverá outras sete mil ligações.

A intervenção consiste na instalação dos ramais de ligação de esgoto e do terminal de inspeção e limpeza (TIL), estrutura na qual é feita a conexão da ligação intradomiciliar (sistema interno) à rede pública de esgoto. Vale destacar que a intradomiciliar deve ser construída pelo proprietário do imóvel.

A fim de minimizar possíveis transtornos, uma vez que as obras de conexão serão realizadas nas calçadas e ruas em frente às residências, a METROSUL ressalta que atuará com comunicação e sinalização ostensiva, informando os usuários sobre a realização e benefícios das intervenções.

Importância da conexão à rede

Quando o imóvel está ligado à rede de coleta e tratamento de esgoto, toda água utilizada nas atividades cotidianas como lavar as mãos, tomar banho, utilizar a descarga do vaso sanitário, desce pela rede interna da casa, segue pelas tubulações na rua e é direcionada às estações de tratamento. Nesses locais, passa por diversos processos que garantem a retirada dos poluentes de forma eficaz.

Atualmente, somente 1/3 das residências da Região Metropolitana de Porto Alegre contam com coleta e tratamento de esgoto. Com a universalização do sistema de esgotamento sanitário, a METROSUL vai ampliar esta cobertura para mais de 87% até 2031, contribuindo, de forma significativa, na melhora dos índices e qualidade do serviço de saneamento na região, beneficiando aproximadamente 1,7 milhão de pessoas.

COMENTÁRIOS ( )