Quarta-Feira, 12 de Maio de 2021 |

Brigada Militar divulga balanço dos índices de criminalidade do primeiro trimestre

A maioria dos índices apresentaram reduções quando comparados com o ano passado

Por Redação em 09 de Abril de 2021

"O 24º BPM já tem projetos para reduzir os indicadores no Distrito Industrial do município" (Foto: Reprodução)


Sempre que o Governo do Estado divulga dados sobre a violência no Rio Grande do Sul, normalmente, Alvorada ocupa as primeiras posições do ranking. No entanto, conforme balanço divulgado nesta semana pelo 24º Batalhão de Polícia Militar (BPM), pode-se observar que este quadro está melhorando. Isso porque o município apresentou redução trimestral em quase todos os índices.

Ao todo, são oito categorias abordadas no relatório: homicídio, roubo a pedestre, roubo de veículos, furto de veículos, roubo a transporte coletivo, roubo a estabelecimento comercial, roubo de carga e roubo a residência. Dentre estes aspectos, seis das oito categorias apresentaram redução quando comparada ao mesmo período do ano passado.

São eles: roubo de veículos (de 162 para 103), roubo a transporte coletivo (de 31 para 19), roubo a pedestre (de 527 para 438), roubo a estabelecimento comercial (de 16 para 07), furto de veículos (de 82 para 61) e roubo a residências (de 18 para 12). Já os índices de homicídios e roubo de carga aumentaram quando comparado os dois períodos analisados – de 23 para 29 e de 18 para 22, respectivamente.

Avaliação do comando

A reportagem do Jornal A Semana conversou com o comandante do 24º BPM, tenente-coronel Jefferson de Melo. Ele fez uma avaliação do trabalho feito, principalmente nos homicídios. “Nesse indicador houve um acréscimo explicável. Em dezembro e janeiro houve a prisão de muitos traficantes. Na primeira quinzena de março houve a prisão de três homicidas da cidade. Isso foi um duro golpe no tráfico de drogas”, salienta Melo.

Segundo ele, muitos desses casos de homicídios foram em regiões pouco habitadas e já existem planos para corrigir isso. “O 24º BPM já encaminhou um projeto para nos trazer o sistema de videomonitoramento do distrito industrial e passo dos negros. A gente acredita que esses locais que não contam com muitos moradores precisam também da presença da Brigada Militar e isso pode ser uma alternativa”, enfatiza o comandante.

Contudo, existe um índice que apresentou uma redução de mais de 50%. É o caso do roubo a estabelecimento comercial, que foi um dos focos do BPM. “A Brigada tem feito um trabalho de estreitamento com os comerciantes. Isso durante o dia e nas madrugadas. Isso inibe a ação dos delinquentes que queira cometer crimes contra esses estabelecimentos”, relata o tenente-coronel.

Agora o comandante já projeta o futuro e apresenta as prioridades do Batalhão para o decorrer do ano para reduzir mais os índices de criminalidade. “A prioridade é focar nos locais com maiores índices de homicídios e aumentar o número de operações para fazer a repressão qualificada dessas regiões. Nosso foco é o tráfico de drogas e a redução dos homicídios”, finaliza Melo.

COMENTÁRIOS ( )