Sexta-Feira, 18 de Junho de 2021 |

Aprovado projeto que institui o mês de ações voltadas a Lei Maria da Penha nas escolas

Projeto apresentado pela vereadora Giovana Thiago foi aprovado, mas não obteve unanimidade

Por Redação em 07 de Maio de 2021

"Em sua fala, Giovana destacou a importância desta proposta voltada para as mulheres" (Foto: Guilherme Wunder)


Em sessão realizada na noite de terça-feira, 04/05, a Câmara de Vereadores aprovou dois projetos de autoria do Legislativo. O primeiro deles foi desenvolvido pela vereadora Giovana Thiago (PT), que institui o mês de ações voltadas a Lei Maria da Penha contra a violência à a mulher nas escolas públicas e privadas do município. A programação dessas atividades vai acontecer durante o março.

Em sua fala, Giovana destacou a importância deste e de outras propostas apresentadas recentemente e voltadas para as mulheres. “Eu considero de fundamental importância que dentro das nossas escolas a gente possa iniciar a conscientização sobre a violência contra as mulheres. Tenho certeza que todos os nossos educadores vão conduzir de maneira correta esse debate nas escolas”, fala a petista.

Contudo, o projeto não foi aprovado de forma unânime pelos vereadores. A bancada do Democratas, formada por Celmir Martello e Daniel Bordim, se abstiveram da votação. Já Rodrigo Mendes (Republicanos) não esteve presente na sessão. Segundo o presidente Cristiano Schumacher (PTB), o parlamentar não compareceu devido a questões referentes e saúde. Nenhuma informação foi divulgada.

Proposta do Zézo

Já o vereador Zézo (PDT) apresentou o projeto que determina que os táxis contenham materiais impressos informando, em braile, os números de seus prefixos e de suas placas. Além disso, esse material também deve contar com o nome do seu permissionário. No texto apresentado junto a lei, o político explica os motivos de apresentar essa iniciativa.

Segundo ele, a proposta visa garantir a acessibilidade para os deficientes visuais do município. “Esse projeto é um pedido que eu tenho há muito tempo. No ano passado eu estudei essa reivindicação e apresentei esse projeto. Sei que o momento não é muito bom para os taxistas, mas vamos tentar auxiliar quem precisa desse tipo de informação”, finaliza o vereador.

COMENTÁRIOS ( )