Quinta-Feira, 27 de Janeiro de 2022 |

Câmara de Vereadores aprova projeto que institui a Central de Matrículas Itinerante

Proposta foi apresentada pelo vereador Júlio Bala e visa descentralizar o serviço

Por Redação em 03 de Dezembro de 2021

"A sessão da Câmara voltou a ocorrer no horário anterior – 17h30 – nesta semana" (Foto: Guilherme Wunder)


A Câmara de Vereadores aprovou, de forma unânime, o projeto de Lei Nº 186/2021, apresentado pelo vereador Júlio Bala (MDB), que institui a Central de Matrículas Itinerante no município. O objetivo é que a Prefeitura leve o serviço para dentro das escolas municipais dos bairros, assim beneficiando os moradores que não podem se locomover até o centro.

Na justificativa, o parlamentar explicou suas motivações para apresentar este projeto voltado para as matrículas. “Alvorada é um município de dimensão expressiva, sendo esta a razão de diversos contratempos para deslocamentos dos cidadãos de área periféricas para áreas centrais, muitas vezes potencializadas pela dificuldade quanto ao transporte coletivo”, enfatiza Bala.

Prevenção a depressão e ao suicídio

Outro projeto apresentado foi o de Nº 149/2021, de autoria da vereadora Nadir Machado (PTB). A proposta dispõe sobre o programa de ações preventivas à depressão e ao suicídio entre crianças e adolescentes nas escolas municipais. A iniciativa também teve aprovação unânime e visa tornar lei algo que a parlamentar havia colocado em prática no período em que foi secretária de Educação (SMED).

Segundo ela, a ideia é acompanhar essas crianças para que novos casos de suicídio não ocorram. “É muito alto e preocupante os índices de suicídios entre os jovens. Isso antes da pandemia. Depois disso houve um aumento de 25%. Isso sem falar que não somente nas camadas mais baixas da sociedade e não tem relação com as drogas. É a depressão que tira a vontade das crianças de viver”, pondera Nadir.

Derrubada de vetos

Na pauta também estavam dois vetos apresentados pela administração – ambos derrubados pela Câmara. O primeiro tratava do programa 'Educação Animal na Escola' e o segundo é o que muda o nome do Centro de Formação Profissional Milton Santos para Escola Professor Renato Batalha Ribeiro. A primeira proposta era da vereadora Oliane Santos (Cidadania) e o segundo é do presidente Cristiano Schumacher (PTB).

Demais projetos

Outros quatro projetos que estavam na ordem do dia foram aprovados durante a sessão. O primeiro, de autoria dos vereadores Leandro Tur (PT) e Oliane Santos, trata das normas de atendimento aos cães comunitários. Outra lei da causa animal apresentada pela parlamentar do Cidadania trata microchipagem de cavalos oriundos do município.

Já Giovana Thiago (PT) trouxe para o debate a proposta que institui a semana municipal de conscientização de artrite reumatóide e demais doenças reumáticas. O parlamentar Alexandre Espeto (PSD) também trouxe um projeto de conscientização para a pauta. Trata-se da semana de orientação e prevenção de gravidez na adolescência. Todos os projetos agora aguardam a sanção do prefeito.

COMENTÁRIOS ( )