Quinta-Feira, 19 de Maio de 2022 |

Legalle homologa resultado dos concursos públicos realizados pela Prefeitura

Perspectiva é de que os aprovados comecem a ser chamados no mês de abril

Por Redação em 28 de Janeiro de 2022

"Foram abertas 120 vagas para trabalhar na Prefeitura de Alvorada" (Foto: Arquivo A Semana)


Cumprindo o cronograma anunciado em 01º de setembro do ano passado, a Legalle Concursos publicou nesta semana a homologação dos três concursos públicos promovidos pela Prefeitura. As provas ocorreram no final de outubro e início de novembro. A partir da homologação, a Secretaria de Administração (SMA) está apta para convocar os aprovados.

Ao todo, são 120 vagas – somados os três concursos –, além do cadastro reserva. Isso em opções para ensino fundamental, médio, técnico e superior. Segundo levantamento do Jornal A Semana, estavam inscritos cerca de 2.237 na área da saúde para 23 vagas; 3.259 candidatos para 17 vagas no quadro geral; e 4.335 inscritos para 80 vagas na área da educação. Com isso, somaram-se quase 10 mil inscrições.

Avaliação da Prefeitura

Em entrevista, o secretário da SMA, Luiz Carlos Telles, fez a sua avaliação sobre o processo seletivo. “Foi um concurso tranquilo. É claro que sempre existem divergências, mas a gente entende que foi um bom concurso. Os nossos problemas foram mais internos, devido a formação da comissão. Foram muitas dificuldades por causa da Covid-19, mas depois que engrenou foi muito tranquilo”, salienta o titular da pasta.

A partir de agora, o município trabalha para chamar os aprovados em concursos que ainda estão em vigor e, em abril, iniciar o chamamento dos novos concursados. “A nossa expectativa é chamar os concursos vigentes devido as mudanças da legislação. Em abril começam os novos. Queremos começar a chamar para cobrir os contratos emergenciais que temos em vigor e a nossa ideia é chamar os concursados”, pondera o secretário.

Perspectivas futuras

Quando o concurso foi anunciado, havia a oferta de vagas para fiscal. Contudo, essas vagas foram retiradas. Em entrevista, o secretário de Administração (SMA), Luiz Carlos Telles, explica os motivos. Segundo ele, houve uma alteração na legislação dos fiscais em 2018 e, como a interpretação do STF pode variar de caso-a-caso, optou-se por deixar esse cargo para um próximo concurso.

Contudo, este não deve ser o único cargo aberto em futuros processos seletivos. “Queremos dar início aos estudos para novos concursos neste ano. Obviamente que dependemos de situações financeiras, mas queremos fazer a avaliação dos cargos que não tiveram concursos em aberto para deixar tudo pronto e solucionar os nossos problemas até o fim do mandato”, finaliza Telles.

COMENTÁRIOS ( )