Segunda-Feira, 02 de Agosto de 2021 |

Prefeitura estuda alternativas e viabilidade para adquirir o castramóvel

Projeto tramita no município desde 2018 e pode sair do papel até o fim do ano

Por Redação em 02 de Julho de 2021

"Novo Hamburgo já conta com o veículo para a prestação deste serviço" (Foto: Arquivo A Semana)


Na última semana a vereadora Oliane Santos (Cidadania) anunciou em suas redes sociais e na sessão da Câmara que a Secretaria de Saúde (SMS) vai adquirir o castramóvel para o município. Existem R$ 140 mil de uma emenda parlamentar do deputado federal Giovani Cherini (PL) gravada em 2019 no orçamento público para que o investimento seja concretizado.

Em entrevista, a vereadora falou da importância deste investimento que foi um compromisso firmado durante sua campanha. Além disso, ela explanou sua expectativa para quando o serviço for iniciado na cidade. “A importância vai ser mais um meio de castração, para a diminuição dos animais de rua, ajudará muito bairros e comunidades”, enfatiza Oliane.

Histórico

Muitos desconhecem, mas o projeto tramita na cidade desde 2018. Na época, o ex-vereador Nelsinho Fernandes (PTB) havia conquistado o recurso através do deputado federal João Derly (Republicanos). Contudo, alguns meses depois, o recurso foi devolvido pela Prefeitura. A alegação na época era de que o município não teria condições de arcar com os serviços.

Contudo, alguns meses depois, uma nova emenda chegou na cidade. Esse recurso está garantido no orçamento desde 2019, mas somente agora que se vem trabalhando para que o castramóvel seja adquirido. Para isso, a Prefeitura estuda alternativas para saber da viabilidade do projeto e de quanto a administração municipal precisará investir para poder ofertar o serviço.

Em entrevista, o ex-vereador falou da importância em ver o projeto saindo do papel – mesmo não sendo a emenda que ele conquistou. “Uma pena esse recurso não ter sido utilizado antes, mas isso não importa agora. O que importa é que, com o castramóvel, a cidade e a causa animal ganham. Agora o que precisamos fazer é aguardar e cobrar para que o projeto seja executado”, relata Fernandes.

Posicionamento da SMS

A reportagem do Jornal A Semana conversou com a secretária de Saúde (SMS), Neusa Abruzzi, que falou sobre o processo envolvendo o castramóvel. “A gente conversou com o prefeito e nos foi pedido para que se façam os orçamentos e ser analisado quanto o município terá que arcar. Na próxima semana serão apresentados esses orçamentos e precisamos analisar os valores para adquirir o equipamento”, conta a titular da pasta.

Segundo ela, ainda não existe uma definição se o município de fato vai adquirir o equipamento. “Precisamos analisar se vale a pena adquirir esse equipamento. Os orçamentos já estão sendo feitos e a avaliação deve ocorrer na próxima semana. Nossa ideia é poder adquirir o castramóvel e, caso aconteça, deve ser adquirido no segundo semestre deste ano e funcionar junto da ampliação do canil’, finaliza Neusa.

COMENTÁRIOS ( )