Sexta-Feira, 21 de Janeiro de 2022 |

Prefeitura lança licitações para comprar castramóvel e concluir as obras na Unidade de Vigilância e Zoonose

Projetos aguardam os trâmites burocráticos para serem concluídos e entregues a comunidade

Por Redação em 10 de Dezembro de 2021

"Faltaram etapas na reforma serem concluídas após o rompimento do contrato" (Foto: Arquivo A Semana)


As obras na Unidade de Vigilância e Zoonose, conhecida popularmente como Canil Municipal, são um assunto antigo dentro de Alvorada. Desde 2014 que os investimentos no local são pauta, mas a obra ainda não foi concluída. Apesar da Secretaria de Saúde (SMS) ter a expectativa de que isso fosse acontecer ainda neste ano, a conclusão ficará para 2022.

Isso porque, devido a imbróglios entre a empreiteira e a Prefeitura, o contrato com a empresa foi rompido. “Tivemos um problema com a empresa anterior e foi preciso rescindir o contrato e promover uma nova licitação. A ampliação foi concluída, mas a reforma ficou para trás. Entre elas está a sala de cirurgia e por isso precisamos encaminhar para terceiros”, salienta a secretária da SMS, Neusa Abruzzi.

A obra foi dividida em duas etapas. A primeira, que tratava da ampliação, consistia na construção de 15 celas, dez baias de isolamento, seis baias para acomodação, ampliação da área de solário, depósito de pesticidas, sala de necrotério, depósito de ração, nova sala de recepção com sanitário acessível, lavanderia, estacionamento, carga e descarga pavimentada. Essa etapa, segundo a SMS, foi finalizada.

Já a parte da reforma que acabou ficando para trás. Nesse processo estavam as 14 celas, sala de procedimentos, cirurgia, sala ambulatorial, sala de autoclave, sala de banho/preparação, enfermaria, salas administrativas, cercamento com gradil de concreto na parte frontal, rede nova de captação de esgotos pluviais e cloacais. Alguns desses pontos foram concluídos e o restante entrará na nova licitação.

Contudo, não se tem previsão de quando isso vai ocorrer. Isso porque a primeira licitação deu deserta. “A gente lançou a licitação e precisamos tentar uma empresa que tope terminar a obra. Nós queremos concluir essas obras, até porque faltam poucas coisas na reforma. Não é possível dar um prazo de quando ela retorna, mas assim que retomada a gente acredita ser possível concluir em dois meses”, explica.

Castramóvel também está em licitação

Outro projeto que vem de anos anteriores e que já tem previsão de sair do papel é o castramóvel. Isso graças a uma emenda parlamentar. O processo licitatório já está na rua e a SMS projeta ter o veículo no município e em funcionamento ainda no primeiro trimestre. Contudo, a Secretaria afirma que isso depende dos trâmites burocráticos que envolvem uma licitação.

Contudo, a SMS afirma que o planejamento para colocar o trabalho em prática em março do ano que vem já começou. “Nós estamos na fase de compra do equipamento e precisamos fazer o planejamento de como vai funcionar esse serviço. A nossa ideia é criar um fluxo de trabalho e já estamos fazendo reuniões com a equipe para desenvolver o programa”, salienta a titular da SMS.

A secretária também explica que, mesmo sem o veículo, os procedimentos de castração estão sendo realizados. “É importante ressaltar que as castrações estão acontecendo no município. Existe uma empresa na cidade que está prestando o serviço no município. Nós fizemos um credenciamento e apenas uma empresa se inscreveu, então estamos mandando os animais para lá”, finaliza Neusa.

COMENTÁRIOS ( )