Quinta-Feira, 27 de Janeiro de 2022 |

Editorial

É momento de celebrar a vida

Por Redação em 03 de Dezembro de 2021


Teve início nessa semana a programação natalina de Alvorada. Desde quarta-feira, 01/12, até o dia 06 de janeiro, a Praça Leonel Brizola contará com uma programação voltada aos festejos de final de ano. Apresentações teatrais, escolares e artísticas devem movimentar o placo instalado em frente a Prefeitura, em uma tentativa da administração de ofertar ações culturais para a sua população.

Contudo, por mais que a programação siga no decorrer de todo o mês de dezembro – e início de janeiro – houve dois momentos na noite de quarta-feira que emocionaram muitos dos presentes na cerimônia de acender das luzes. Ou melhor: houve pelo menos dois momentos, afinal todas as apresentações emocionaram os presentes ou envolvidos com os eventos, como professores e pais das crianças.

Talvez o primeiro momento tenha sido a presença do padre Libanor no evento. A liderança religiosa estava com problemas de saúde e tinha gravado um vídeo para ser reproduzido durante a solenidade. Contudo, ele compareceu ao evento e esteve presente no palco. Um momento que gerou muitos aplausos na população presente na plateia e que conhecia o padre.

Outro momento que impactou muitos dos presentes foi a fala da secretária de Saúde (SMS), Neusa Abruzzi. Isso porque a alvoradense falou sobre o combate da pandemia e a importância deste evento para celebrar a vida. Segundo ela, a ideia é que esse mês seja de reflexão e celebração. Ao final de sua fala, todos os presentes levantaram as mãos e comemoraram pela vida.

Por mais que tenha sido uma fala política no púlpito, a mensagem é importante para os dias de hoje. Muitos dos nossos leitores também perderam entes queridos durante esse período de pandemia da Covid-19. O luto é vivido de formas distintas e varia para cada pessoa, mas estar vendo a luz no fim do túnel pode ajudar a superar esse momento e retomar a normalidade.

Que esse natal seja de cuidados – eles ainda são necessários – e conscientização, mas que também possa servir de reflexão e reencontro para todos. Muitos querem rever familiares e amigos. Que as festividades em frente a Prefeitura e nas casas dos alvoradeneses sejam de momentos oportunos para reaproximar as famílias e marcar a retomada de uma vida normal.

Mas estes festejos, lembranças, encontros neste mês natalino, certamente não teria tanta ênfase se não tivéssemos uma data maior ainda, data magna, festiva, o cumprimento de uma promessa: o nascimento do menino Jesus. Que saibamos distinguir os nossos festejos terrenos com a promessa cumprida e relatada nas Sagradas Letras.

COMENTÁRIOS ()