Tera-Feira, 19 de Outubro de 2021 |

Editorial

A prioridade dada à pavimentação

Por Redação em 03 de Setembro de 2021


Quando se pergunta para a população alvoradense qual o seu principal pedido, a resposta é quase sempre a mesma: pavimentação de qualidade. Muitos moradores ainda vivem com o barro e a poeira e, para essa grande parcela da cidade, ter sua rua pavimentada é sinônimo de uma nova vida. Isso afeta diretamente na qualidade e valorização dos imóveis do município.

Todo o prefeito que assume Alvorada sabe que essa é uma prioridade. A demanda reprimida é muito grande e é necessário trabalhar para conquistar recursos e destravar obras importantes. A pavimentação é necessária, porém cara. É muito difícil conquistar recursos próprios para atender todo o município, mas os últimos anos vem sendo prósperos quando se pensa na infraestrutura viária.

Na reportagem principal dessa edição, citamos todas as ruas que receberam investimentos em 2021. São dezenas de vias contempladas seja através de emendas parlamentares, financiamento ou pavimentação comunitária. O modelo escolhido não interfere nesse momento. Isso porque o que a população mais precisa e carece é do fim dos problemas de barro e poeira no dia a dia.

Sabemos que é necessário fiscalizar essas obras e a origem desses recursos. Muitos criticam o conceito do financiamento e dos riscos que isso pode ter no futuro. Contudo, o que a população mais quer saber nesse momento é se sua rua está em alguma lista para receber esses investimentos. Isso porque existe um novo empréstimo em negociação e a pavimentação comunitária deve ser retomada.

Obviamente que a administração municipal tem outras áreas prioritárias, mas sabe-se que a população carece por mais atenção. O prefeito Appolo não vai conseguir sanar todos os problemas da cidade, assim como nenhum outro administrador fez. O ponto é que ele está tentando e trabalhando para diminuir essa defasagem. Esse passo tem que ser dado por todos os prefeitos que por aqui passaram.

Até porque, quanto mais se investir nisso agora, menos será preciso investir no futuro. Com isso, os prefeitos do amanhã poderão investir em novas áreas, afinal essa demanda estará suprimida. Ainda vai demorar? Acredita-se que sim, mas é necessário fazer algo para que as coisas andem. Felizmente, quando se fala em pavimentação, parece que elas estão andando.

COMENTÁRIOS ()