Sexta-Feira, 23 de Julho de 2021 |

Editorial

Às vezes, é necessário se posicionar

Por Redação em 02 de Julho de 2021


Por mais que esse espaço do editorial seja opinativo muitas vezes optamos pela imparcialidade e não por um posicionamento contundente contrário ou favorável a determinado tema. Contudo, existem ocasiões que pedem um posicionamento urgente e muitas vezes necessário para que as coisas aconteçam da melhor forma e Alvorada não seja prejudicada.

No momento estamos em uma situação como essa. Tudo porque existe a possibilidade de Alvorada receber um pedágio em suas proximidades. A concessão da ERS-118 pode até ser necessária para que investimentos sejam feitos, mas o nosso município não pode ser penalizado em um momento tão crucial para a economia e para o desenvolvimento do nosso distrito, que visa a geração de emprego e renda.

Por isso, o Jornal A Semana toma uma posição forte: somos contrários à instalação de praça de pedágio próximo a Alvorada. Somos um veículo que está há mais de 30 anos na cidade, sempre trabalhando pela melhoria do nosso município. Queremos Alvorada crescendo para crescermos juntos e uma praça de pedágio nesse momento tão complicado não é o melhor caminho.

Alvorada carece sim de investimentos. O nosso distrito industrial merece crescer e se desenvolver assim como as cidades vizinhas. Gravataí, Cachoeirinha, Viamão e Canoas são municípios que receberam investimentos, enquanto Alvorada que tem um dos menores PIB’s, ficou para trás. Não podemos aceitar mais uma vez sairmos prejudicados em detrimento das cidades vizinhas.

Que os poderes constituídos e a sociedade civil sigam unida como talvez nunca tenha sido visto na cidade por esse bem maior. É de suma importância ganhar esta “batalha” e não aceitar um pedágio que afastará os empresários e prejudicará a população que precisa trafegar pela ERS-118. São centenas de alvoradenses que utilizam a rodovia e milhares que esperam o desenvolvimento do distrito industrial para trabalhar.

O Jornal A Semana se coloca à disposição mais uma vez para lutar pelo bem da cidade. Somos o quarto poder. Somos o cão de guarda da sociedade. Juntos vamos trabalhar para que este povo não seja penalizado. Que venham investimentos, mas com justiça, pois Alvorada é uma cidade de pessoas trabalhadoras e que querem ver o nosso município cada vez mais forte.

COMENTÁRIOS ()