Quinta-Feira, 23 de Setembro de 2021 |

Editorial

Falta pouco...

Por Redação em 04 de Junho de 2021


Essa edição é histórica. É nela que a Secretaria de Saúde anunciou a vacinação contra a Covid-19 para a população em geral. Um passo simples, mas muito importante para que a “normalidade” retorne para a rotina da população alvoradense. Sabe-se que ainda vai demorar alguns meses para que todos tenham pelo menos a primeira dose, mas está mais próximo que se imagina.

Segundo Neusa Abruzzi, se os números de doses enviados ao município mantiverem a média atual, em três meses toda a população terá tomado pelo menos a primeira dose. Isso é um sonho para muitos que sonham em poder sair para eventos, rever amigos e familiares e poder investir sem os receios de novas ondas ou fechamentos para o controle da pandemia.

Apesar disso, se prevê que Alvorada viverá a terceira onda da doença antes que o ciclo de imunização em massa seja concluído. Então, por mais que existam esperanças de dias melhores, ainda é necessário ter cuidados para que a pandemia não se prolifere. Por isso, a famosa frase: “se puder, fique em casa” ainda se faz muito presente no dia-a-dia de todos os alvoradenses.

Então, esse editorial que é histórico, também precisa ser de alerta. Estamos em meio ao feriadão de Corpus Christi. Feriados prolongados como esse, em períodos antes da pandemia, eram marcados por viagens e festas. Contudo, nesse ano atípico, talvez seja necessário se resguardar. Isso pela sua própria segurança e por familiares, amigos e colegas de trabalho.

Talvez, no próximo feriadão – em setembro – essa pandemia já tenha passado. Serão três meses e é esse o período que a SMS projeta para que todos tenham, pelo menos, a primeira dose. Então pode ser interessante se resguardar por mais um feriado prolongado para poder aproveitar todos os anos que teremos juntos. Se pensar assim e, se for possível, ficar em casa é o melhor caminho.

É essa a mensagem que esse editorial quer deixar para os próximos dias: estamos vivendo momentos esperançosos, mas a atenção ainda é necessária. Que logo isso tudo passe e possamos retornar a vida normalmente. É o sonho de muitos que sentem saudade das pessoas e de suas rotinas, mas que, quando podem, ficam em casa pelo bem maior sempre.

COMENTÁRIOS ()