Sbado, 04 de Dezembro de 2021 |

Editorial

O quarto poder

Por Redação em 19 de Março de 2021


Muito se fala na faculdade que existem três poderes constituídos: Executivo, Legislativo e Judiciário. Na graduação de jornalismo isso é diferente. Isso porque muitos consideram a profissão exercida pelos repórteres deste veículo como o quarto poder. O jornalista é o fiscalizador dos três poderes constituídos exatamente para alertar a sociedade do que está acontecendo.

Tanto é que muitos consideram os jornalistas como os cães de guarda da sociedade. Eles são as pessoas responsáveis pela fiscalização e denúncia de tudo o que acontece no mundo – isso independente do tamanho do “mundo” de cada indivíduo. Tanto é que existem diversos casos históricos de jornais que revelaram grandes escândalos mundiais. Muitos deles inclusive retratados em filmes.

Mas porque o editorial dessa semana começa falando disso? Porque mais uma vez tivemos a prova ou compreendemos a importância que o veículo de comunicação tem dentro de uma sociedade. Muitas vezes isso acontece de forma grandiosa como as retratadas nos cinemas e outras vezes de forma mais sútil, mas não menos importante para a população atingida por isso.

Há 40 dias atrás, enquanto os entregadores faziam a distribuição da edição impressa do Jornal A Semana, foi possível presenciar um fato curioso: um caminhão da coleta de lixo estava com um pneu dentro de um buraco. Havia caído lá e foi preciso a ajuda da Prefeitura para que o veículo fosse retirado – devido ao peso – e, posteriormente, pudesse ser consertado e segue seu trabalho.

Até aí, por mais que choque, seria um acidente e não algo para um grande alarde. Tanto é que isso não foi para as páginas do Jornal A Semana. O problema foi revisitado essa semana por um simples motivo: semanas se passaram e nada do conserto ser feito. Isso mesmo. Foram dias com o buraco ali, colocando em risco a vida de crianças, pedestres e outros motoristas que por ali trafegavam.

Com certeza um descaso dos poderes constituídos – independente de quem seja a responsabilidade. Contudo, após colocarmos na pauta dessa semana e irmos atrás das autoridades, a realidade é outra. O buraco foi fechado em menos de uma semana. Isso mostra a importância que a imprensa tem como poder fiscalizador e do povo em cobrar sempre pelos seus direitos. O poder emana do povo – e a imprensa está lá para garantir.

COMENTÁRIOS ()