Tera-Feira, 26 de Outubro de 2021 |

Editorial

Os investimentos na saúde

Por Redação em 16 de Abril de 2021


Nessa semana, a Prefeitura inaugurou um novo posto de saúde. Sabemos que, com ele, o antigo posto do bairro será fechado. Contudo, mesmo sendo uma espécie de “troca”, o atendimento vai melhorar muito. Isso porque será uma nova estrutura, muito maior do que a anterior. Tanto é que, pelo seu tamanho físico e equipe, esse será o maior posto de saúde do município.

Isso é importante, pois são 12 mil pessoas atendidas pela Unidade Básica de Saúde do Jardim Aparecida. Antes em um prédio condenado e precisando de contêineres para dar conta da população. Agora em um prédio novo e moderno. Sem falar que é um grande investimento que vai ajudar na saúde pública e, consequentemente, no combate a pandemia do coronavírus.

Sabemos das dificuldades que estão sendo enfrentadas na luta contra essa doença. Na última semana o próprio colunista Darci Barth trouxe à tona algumas situações envolvendo o Hospital de Alvorada. Isso já mostra o quanto os serviços que ofertam a saúde pública estão no seu limite – ou ainda colapsando – em meio a pandemia do coronavírus.

Contudo, o que muitos não pensam, é que a situação dos hospitais já vinha muito ruim. Foram muitos anos sem investimentos. O Hospital tinha a mesma quantidade de leitos do que no século passado. A UBS Aparecida já sofria problemas desde a administração passada. Foi a pandemia que fez com que acontecesse esse estopim, mas a situação já vinha crítica antes.

Então é aquilo: antes tarde do que nunca. É importante investir em saúde pública e vimos isso com as vacinas e os atendimentos. Só não podemos deixar com que a saúde pública seja abandonada novamente quando a pandemia passar. Ela precisa ser um investimento constante para que, no futuro, quando for necessário, a gente não precise passar por um novo colapso para poder mudar.

COMENTÁRIOS ()