Em janeiro" />

Tera-Feira, 17 de Maio de 2022 |

Opinião

De que lado você samba?

Por Redação em 19 de Dezembro de 2014


O Vereador Gerson Luis (PTB) acaba de ser eleito Presidente da Câmara Municipal de Alvorada. Para quem não sabe ou lembra, segue um pequeno histórico do "nobre edil":
Em janeiro de 2014, Gerson, "pupilo" de Brum, foi condenado, junto com o ex-prefeito, ao ressarcimento do dano ao erário publico, multa civil e suspensão dos direitos políticos por oito anos. A condenação aconteceu em virtude de convênios que, somados, chegam perto de R$ 1 milhão. Em outubro, a justiça negou o pedido de recurso dos réus, retificando a condenação.
Celebrados entre o Município e a Associação Comunitária Educacional e Cultura - ASSCEC, os convênios foram assinados pelo então Prefeito Brum e o então Secretário Municipal do Trabalho, Assistência Social e Cidadania Gerson Luis, mesmo sendo Gerson sócio fundador e membro integrante da diretoria ASSCEC, cuja a diretora era esposa do Vereador.Segundo análise do TCE e da Divisão de Assessoramento Técnico do MP, muitos documentos foram forjados, como notas fiscais emitidas em momento posterior, para dar aparência de legalidade nas prestações de contas.
Mas esta não foi a primeira polêmica enfrentada pela família do Vereador. A filha do casal, Lucy, que foi eleita conselheira tutelar em junho 2012, acabou sendo afastada e cassada por compra de votos, meses depois.
Na sentença que afastou Lucy, o Juizado da Infância e Juventude reconhece robustos indícios de que ela, com auxílio de seu pai, valeu-se de subterfúgios ilícitos, que desigualaram o pleito e propiciaram sua eleição com a maior votação para o Conselho Tutelar.
Cabe lembrar, que ainda em 2012, quando Presidiu o Legislativo Municipal, Gerson Luis foi alvo de uma ação civil pública por improbidade administrativa, promovida pelo MP, referente ao pagamento do Auxílio Combustível aos vereadores. Apesar dos apontamentos feitos pelo TCE em exercícios anteriores, o então Presidente da Casa, continuou autorizando o pagamento do benefício.
Dado o "currículo" deste vereador, era de se esperar que a Bancada do PT, amparada e respaldada pelos princípios éticos e morais que regem as ações do Partido, pedisse a instauração de um Comissão de Ética na Câmara, e a consequente cassação de Gerson, uma vez que o mesmo já foi condenado por práticas que afrontam o decoro parlamentar.
Porém, os vereadores petistas Leandro Tur, Marcus Thiago, Juliano Marinho e Jackson do Hospital, além de não ingressaram com um pedido de Comissão de Ética para investigar o vereador, apoiaram seu nome para presidir a Câmara novamente, destruindo o último resquício de dignidade do Partido dos Trabalhadores de Alvorada.
Fico impressionante como o PT de Alvorada não aprendeu nada com Olívio Dutra, mesmo com todas as andanças do mestre por aqui. Partido, Governo e Bancada se afundam cada vez mais na vala comum, apoiando, compondo, articulando com a banda podre da política alvoradense, rompendo o compromisso assumido com a população no último pleito municipal, empoderando aqueles que prometemos combater. Não foi pra isso que fomos eleitos; pelo menos não foi para isso que eu coloquei meu nome a disposição o partido para concorrer a vereador.
Partido, Governo e Bancada dando um tapa na cara da militância e sambando descaradamente na cara do povo!!!

Dudu, militante petista e candidato a vereador pelo PT em 2012.

COMENTÁRIOS ()