Sbado, 22 de Janeiro de 2022 |

Opinião

Por Redação em 16 de Novembro de 2012


É aclamado Zumbi...
Quem outrora foi Francisco
Que cismando a liberdade
Muito mais se reprimia

Aos 5 anos pro menino uma brecha
Mas o jesuíta que o levou
Nem todos os caminhos lhe ensinou

Aos 15 Francisco fugia
Para libertar seus irmãos negros
Na mata se embretara
Braços e rostos o sol queimava

Quem queria liberdade
Muito mais se reprimia
Aos 25 já negro temido
Francisco era procurado

Quilombo de Palmares
Ou Palmares dos Quilombos
Tanto faz e tento fez
Zumbi fora traído
Por seu confidente irmão

Negro Zumbi tu és a glória
Mais de 300 anos de história
Nossas peles hoje são unidas
E te damos essa vitória.

Autoria de Ema Signor (Negra)

Não existiu apenas um Zumbi como algumas pessoas concluem. Zumbi´s eram 'negros' líderes de cada Quilombo. Cada Quilombo tinha seu Zumbi, ou seja, seu líder e por eles andarem nas matas à noite, até hoje há o hábito de chamar de zumbi quem anda na escuridão. Uma forma carinhosa de lembrar desses homens que se esforçaram por uma geração e sua gente.
Neste texto, está contada parte da trajetória de um escravo outrora chamado Francisco, 'O ZUMBI DOS PALMARES'.

COMENTÁRIOS ()