Sbado, 22 de Janeiro de 2022 |

Opinião

Projetos Sociais

Por Redação em 21 de Novembro de 2014


Os projetos sociais visam cumprir uma responsabilidade social, contribuindo eficazmente para melhoria da sociedade e do bem comum. Além disso, assegura que as ações sociais estejam alinhadas às estratégias de ações que possam gerar benefícios mensuráveis para as comunidades a que se destinam, projetando e fortalecendo as partes envolvidas. Um projeto social busca, por meio de um conjunto integrado de atividades, transformar uma parcela da realidade, reduzindo ou eliminando um déficit, ou solucionando um problema, para satisfazer necessidades de grupos que não possuem meios para solucioná-las por intermédio do mercado. Frequentemente, os conceitos dos termos: projetos, programas e políticas sociais são confundidos. Um programa social é um conjunto de projetos; e uma política social, por sua vez, é um conjunto de programas. Os Projetos e Programas são uma forma de tradução operacional das políticas sociais. Um projeto envolve ações concretas a serem desenvolvidas em um horizonte de tempo e espaço determinados, restritas pelos recursos disponíveis para tal. Os programas, em geral, envolvem horizontes de tempo mais longos que os projetos.
Benefícios
Estruturação de projetos sociais que efetivamente garantam a transformação social necessária ao desenvolvimento sustentável; Reconhecimento de parceiros, colaboradores, fornecedores e da própria sociedade, fatores cruciais de vantagem competitiva e sucesso de execução; Maior retorno para a instituição que patrocina o projeto com uma valorização da imagem, gerando benefícios para o proponente e para a sociedade.
Conceito de Desenvolvimento Sustentável
A análise da sustentabilidade de uma iniciativa, programa ou ação social visa encontrar indicadores que possam ser mensurados. “A sustentabilidade pode ser vista de forma macro, analisando-se a estratégia generalizada de consumo, crescimento e desenvolvimento da sociedade, ou de maneira micro, analisando-se um determinado processo, programa ou projeto” (Mokate, 2002).
A micro sustentabilidade é mais utilizada pelas organizações multilaterais de financiamento a programas e projetos de desenvolvimento. A partir de 1990, vem sendo difundida uma interpretação de sustentabilidade vinculada a ações: humanas que buscam usufruir dos recursos naturais, valorizando os elementos culturais dos povos (Ribeirinhos, Indígenas, Quilombolas) de um determinado espaço, sua fonte de subsistência implementando novas alternativas que possam somar melhorando a qualidade de vida, sem causar impacto cultural e respeitando o meio ambiente. “A sustentabilidade de um programa ou projeto dependeria, portanto, de um equilíbrio apropriado entre os diversos tipos de capital. Tal interpretação faz uma ponte com as definições mais macro da sustentabilidade, ao reconhecer uma relação de mão-dupla entre o entorno e a iniciativa que se analisa, já que invoca a necessidade de harmonia entre ambos” (Mokate, 2002).
Rosa Caldeira de Moura - Professora e pesquisadora

COMENTÁRIOS ()