Sbado, 25 de Setembro de 2021 |

SIMA

Servidores Municipais se mobilizaram em dia de Greve Geral em todo o país

Por Redação em 20 de Agosto de 2021

(Foto: Divulgação)


O SIMA aderiu ao chamado nacional de uma Greve Geral em todo o país promovido por diversas categorias do serviço público. A participação dos municipários de Alvorada na mobilização do dia 18 de agosto foi aprovada em Assembleia Geral dos Servidores realizada no dia 16 de agosto e é mais uma forma de denunciar à toda a população as diversas ofensivas são destinadas diretamente aos servidores, ao desmonte e sucateamento dos serviços públicos em favorecimento das empresas privadas.

Em Alvorada a mobilização ocorreu desde as primeiras horas do dia com os servidores reunidos na sede do Sindicato para discutir os pontos da PEC e as demandas locais dos servidores municipais de Alvorada que enfrentam a falta de diálogo e ataques do Governo Appolo. A mobilização teve participação massiva dos trabalhadores da saúde, principalmente mulheres, agentes de saúde e técnicas em enfermagem.

Na parte da tarde os servidores se concentraram em frente à Secretaria Municipal de Saúde para acompanhar a reunião dos representantes do SIMA com a Secretária Neuza Abruzzi. Entre os assuntos da reunião, foram discutidos os benefícios e incentivos da categoria que estão em atraso, há cerca de 20 dias. Segundo a Secretária, ela aguarda o parecer da Procuradoria Geral do Município até o fim desta semana, pois é necessário regulamentar o incentivo novamente. Sobre antigo PMAQ, a posição atual é de que não será realizada uma nova regulamentação, trata-se de um incentivo para as equipes das Unidades de Saúde, o recurso é destinado para o município através do Programa Previne Brasil.

Na ocasião, também foram debatidas as acusações feitas pela titular da pasta, que, em Live no Facebook, afirmou que as agentes de saúde não estavam cumprindo seu dever. Uma mentira, que ofendeu profundamente a categoria que desempenha um trabalho importantíssimo para a saúde das comunidades de Alvorada, uma atitude que mostra, mais uma vez, a falta de respeito com que a atual Gestão Municipal lida com os trabalhadores. Os Diretores do SIMA também propuseram uma equiparação sobre o pagamento da Bolsa PSF, bolsa de ensino, pois hoje a diferença dos valores entre médicos e agentes de saúde chega a mais de mil reais, sendo aproximadamente R$1,200,00 e R$ 300,00, respectivamente.

O cenário encontrado em Alvorada não é diferente das cidades vizinhas e de outras localidades do país. A PEC 32, a Reforma Administrativa, avança como uma forma de acabar com o atual servidor público. Uma reforma que atinge a todos, não somente os servidores, mas também toda a população que utiliza o SUS, a educação pública, a assistência social, projetos esportivos. O acesso a serviços de forma gratuita acaba, o que não acaba são os altos salários de juízes, o 14º e 15º salários de políticos, os cargos de comissão para os apadrinhados, as pensões milionárias para filhas de militares. Por isto, é preciso lutar contra a PEC 32, defender os serviços públicos e acabar com os privilégios dos “poderosos”.

COMENTÁRIOS ()