Sexta-Feira, 18 de Junho de 2021 |

Você Lembra?

1518 - FRAGA

Por Redação em 23 de Abril de 2021


Nas décadas de sessenta e setenta a base do Internacional de Porto Alegre foi pródiga em revelar excelentes meia canchas como Paulo César Carpeggiani, Falcão, Caçapava, Batista, Paulo Araújo, Gaspar e muitos outros. Na década de oitenta rarearam essas revelações. Fraga, o nosso entrevistado nesta edição foi um dos poucos atletas que fizeram sucesso nessa década, pois ele iniciou na base colorada em 1989. Em 1991 foi contratado pelo Esportivo de Bento Gonçalves, que jogava com Jung; César, Bem Hur, Alceu e Edson Girardi; Fraga, Palito e Guedes; Caio, Alfredo e Chulapa. No ano seguinte foi contratado pelo Ypiranga de Erechim. Em 1993 foi para o Brasil de Farroupilha que atuava com Zé Carlos; Da Silva, Roger, Altamir e Marcos Vinicius; Sidney, Fraga e Paulo César; Baiano, Dias e Leocir. Em 1994 defendeu o Nova Prata para no ano seguinte ser contratado pelo Novo Hamburgo que era escalado com Celso; Gerson, Binho, Leandro e Kiko; Nandiu, Fraga e Arizinho; Peninha, Robson e Joubert. Em 1996 retornou para Porto Alegre para defender o Renner-São José que ia a campo com Coelho; Rogério, Bernardino, Leandro Carlos e Adriano; Fraga, Daniel e Barão; Lique, Fabiano e Teffo. Em 1998 foi para o futebol norte americano contratado pelo Pensacola Barracudas da Flórida, onde encerrou suas atividades como atleta profissional de futebol. Fraga considera que Abel Braga foi o melhor técnico que teve a orientá-lo. Os melhores meias canchas que viu em ação foram Cristóvão, Luiz Carlos Martins e Zico. Os melhores volantes que enfrentou foram Cuca, Norberto e Bonamigo. O seu gol inesquecível foi consignado no jogo Internacional X Internacional de Santa Maria – RS. Foi um rebote de fora da área. Os seus ídolos nos gramados são Zico e Junior do Flamengo. Hoje Fraga reside na Flórida-EEUU onde possui uma escolinha de futebol. Assim resgatamos a história futebolística de Luiz Fraga da Rosa, que é gaúcho de Porto Alegre, onde nasceu no dia vinte e três de fevereiro de 1971.

COMENTÁRIOS ()