Tera-Feira, 18 de Maio de 2021 |

Você Lembra?

1500 - CARECA

Por Redação em 04 de Dezembro de 2020


Com muita satisfação constato que chegamos a edição número 1500 do nosso “Você Lembra?”. O nosso escolhido para figurar nessa histórica edição foi o atacante Careca, que marcou sua presença no futebol brasileiro e italiano com grandes atuações. Curiosamente a edição número 500 foi Roberto Dinamite e a 1000 Romário. Três excelentes centro avantes que brilharam intensamente em gramados nacionais e europeus. Careca foi um cerebral atleta que com muita técnica e oportunismo marcou muitos gols para a sua equipe. O seu nome completo é Antônio Oliveira Filho, sendo natural de Araraquara onde nasceu no dia cinco de outubro de 1960. Iniciou suas atividades esportivas no Guarani de Campinas, que em 1978 jogava com Neneca; Odair, Gomes, Edson e Miranda; Zé Carlos, Manguinha e Zenon; Renato, Careca e Gersinho. Em 1980 o “Bugre Campineiro” era escalado com Birigui; Chiquinho, Gomes, Edson e Miranda; Péricles, Nardela e Zenon; Franck, Careca e Bozó. Em 1982, seu último ano no clube do estádio Brinco de Ouro da Princesa atuava com Wendell; Rubens, Jaime, Edson e Miranda; Ederson, Henrique e Jorge Mendonça; Lúcio, Careca e Ernani; No ano seguinte Careca foi contratado pelo São Paulo que ia a campo com Waldir Peres; Getúlio, Oscar, Dario Pereira e Nelsinho; Zé Mario, Renato e Heriberto; Paulo César, Careca e Zé Sérgio; Em 1985 o “Tricolor Paulista” jogava com Abelha; Eder Taino, Oscar, Roberto Dias e Nelsinho; Márcio Araújo, Pianelli e Pita; Geraldo, Careca e Sidney. Em 1986 seu último ano no estádio do Morumbi integrava uma equipe que era escalada com Gilmar; Zé Teodoro, Vagner, Fonseca e Éder Taino; Bernardo, Silas e Pita; Müller, Careca e Sidney. No ano seguinte Careca foi para o futebol italiano contratado pelo Napoli, onde brilhou intensamente. Em 1994 foi para o Kashima Reisol do Japão. Em 1997 retornou para o futebol brasileiro contratado pelo Santos, Em 1998 defendeu o Campinas do qual foi um dos fundadores e no ano seguinte veio para Porto Alegre atuar por pouco tempo no São José local que ia a campo com Maycon; Martins, Luiz Eduardo, Donizete e Fábio de Los Santos; Lino, Airton e Jetson; Monga, Careca e Luiz Gustavo. Careca atuou em sessenta jogos da nossa seleção e marcou vinte e nove gols. Uma das nossas formações na Copa do Mundo de 1990: Taffarel; Jorginho, Ricardo Rocha, Mauro Galvão e Ricardo Gomes e Branco; Alemão, Dunga e Valdo; Careca e Müller. Careca considera que Carlos Alberto Silva, Telê Santana e Cilinho foram os melhores técnicos que teve a orientá-lo. Os melhores atacantes que viu em ação foram Tostão e Reinaldo. Os melhores zagueiros que enfrentou foram Oscar e Luizinho. O seu gol inesquecível foi marcado em 1978 jogando pelo Guarani na conquista do Brasileirão de 1978. Os seus ídolos nos gramados foram Tostão quando garoto e Diego Maradona quando adulto. Hoje Careca reside em Campinas onde possui um Centro Esportivo. Também participa de eventos esportivos pelo mundo todo. Assim, resgatamos a história futebolística de Antônio Oliveira Filho, o Careca, craque de bola que brilhou em gramados brasileiros e italianos.

COMENTÁRIOS ()