Quinta-Feira, 23 de Setembro de 2021 |

Você Lembra?

1525 - TONINHO QUINTINO

Por Redação em 11 de Junho de 2021


Tininho Quintino, o nosso entrevistado nesta edição, foi um excelente atacante, muito oportunista, dando sempre muito trabalho para as defensivas adversárias. O seu nome completo é Antônio Fernandes Quintino, sendo catarinense natural de Florianópolis, onde nasceu no dia vinte e sete de outubro de 1952. Iniciou suas atividades esportivas no Avaí de sua cidade natal em 1972. Em 1974 o clube do estádio da Ressacada jogava com Rubens; Souza, Jairo, Vilela e Orivaldo; Rogério, Zenon e Veneza; Balduino, Toninho Quintino e João Carlos Cueca. No ano seguinte o alvi-azul era escalado com Vanderlei; Pinga, Almeida, Orcina e Casagrande; Sérgio Lopes e Dito Cola; Marcos, Zé Carlos, Toninho Quintino e Lico. Em 1976 foi contratado pelo Palmeiras que atuava com Leão; Valdir, Samuel, Arouca e Ricardo; Pires e Ademir da Guia; Edu Bala, Jorge Mendonça, Toninho Quintino e Ney. No ano seguinte o “Verdão” ia a campo com Leão; Rosemiro, Marinho Peres, Beto Fuscão e Zeca; Pires e Ivo; Edu Bala, Jorge Mendonça, Toninho Quintino e Ney. Em 1978, no seu último ano em Parque Antártica, integrava uma equipe formada por Gilmar; Rosemiro, Marinho Peres, Beto Fuscão e Pedrinho; Pires e Zé Mário; Picolé, Silvio, Toninho Quintino e Ney. Em 1979 Toninho Quintino foi para o futebol mineiro contratado pelo Cruzeiro que ia a campo com Luiz Antônio; Nelinho, Zezinho Figueroa, Marquinhos e Mariano; Mundinho, Mauro e Alexandre; Junior Brasília, Toninho Quintino e Cleber. Em 1980 retornou para o futebol paulista contratado pelo Corinthians que era escalado com Jairo; Zé Maria, Mauro, Djalma e Wladimir; Caçapava, Sócrates e Basílio; Piter, Toninho Quintino e Wilsinho. No ano seguinte o “Timão” ia a campo com Solitinho; Luiz Cláudio, Amaral, Djalma e Wladimir; Biro Biro, Eli e Geraldo; Vaguinho, Toninho Quintino e Vilsinho. Em 1982 foi para o futebol chileno contratado pela Universidade Católica. No ano seguinte retornou para o futebol paulista contratado pela Ferroviária que jogava com Luiz Fernando; Marinho, Vica, Pinheirense e Zé Rubens; Sidney, Zé Roberto e Douglas Onça; Junior, Toninho Quintino e Claudinho. Em 1984 retornou para o Avaí onde ficou até 1987 quando se transferiu para o XV de Piracicaba. Em 1988 veio para o futebol gaúcho contratado pelo Aimoré de São Leopoldo, que ia a campo com Dagoberto; Alves, Neurilene, Hermes e Beto; Mitsu, Ângelo e André Carpes; Gelson, Toninho Quintino e Luizinho. Toninho Quintino considera que Dino Sani e Telê Santana foram os melhores técnicos que teve a orientá-lo. Os melhores atacantes que viu em ação foram Zico e Ademir da Guia. Os melhores zagueiros que enfrentou foram Figueroa e Arouca. O seu gol inesquecível foi marcado no jogo Palmeiras X Inter no Brasileirão de1978. Os seus ídolos nos gramados são Ademir da Guia e Neymar. Hoje Toninho Quintino reside em Florianópolis onde desfruta das praias para pe scarias. Assim, resgatamos a história futebolística de Antônio Fernando Quintino, o Toninho Quintino, que inegavelmente foi um excelente atacante com marcantes passagens no futebol catarinense, paulista e mineiro.

COMENTÁRIOS ()